Sábado, 20 de Dezembro de 2008

OS MESES DO ANO - MAIO

 

 
Mês marcado pela primavera do hemisfério norte, ocorrendo o período do outono no hemisfério sul. Maio tem 31 dias e é o quinto mês do calendário gregoriano. Tem o seu início com sinal na constelação de Touro e termina com o sinal na constelação de Gêmeos.
Maio é considerado o mês de Maria pela igreja católica, e mês que se presta homenagens às mães. Maio mantém a tradição de ser um mês propício para o casamento, daí ser chamado em alguns países, de mês das noivas.
Segundo algumas tradições, o mês de Maio deve o seu nome à ninfa grega Maia, mãe de Hermes (Mercúrio), deus do comércio e dos viajantes. Ao ser amada pelo senhor dos deuses, Zeus (Júpiter), Maia teria concebido Hermes. Dentre as amantes do senhor do Olimpo, somente Maia e o seu filho não foram perseguidos pela deusa Hera (Juno), a ciumenta e vingativa esposa de Zeus, que se encheu de simpatia por ambos, protegendo-os. Maia tinha o dia 15 de Maio como data comemorativa. Era considerada uma deusa de fertilidade.
Maia era uma das sete filhas de Atlas e de Plêione, por este motivo, ela e as suas irmãs, são denominadas de Plêiades. Conta a lenda que as Plêiades eram perseguidas pelo caçador Órion. Para livrá-las dessa perseguição, Zeus as transformou em uma constelação. São as Plêiades da constelação de Touro. Das estrelas das Plêiades, Maia, quando vista no céu, é a mais brilhante.
Na mitologia romana, Maia era identificada com Bona Dea (literalmente Boa Deusa), filha do deus Fauno, por este motivo também era conhecida como Fauna.

Maios na História do Mundo

01 de Maio
1886 – Eclode uma grande greve de trabalhadores em Chicago (foto), reivindicando direitos trabalhistas. A greve resulta na morte de cinco trabalhadores.
1889 – Congresso da Internacional Socialista em Paris, cria o Dia do Trabalho, em homenagem aos grevistas de Chicago.
1994 – Morre tragicamente, em um acidente no Grande Prêmio de Fórmula 1 de Imola, o piloto Ayrton Senna.

02 de Maio
1927 – Fundada a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood, responsável pela entrega do prêmio Oscar.
1953 – Coroado o rei Hussein, da Jordânia.
1982 – Início formal das hostilidades entre as forças britânicas e argentinas no Atlântico Sul, pela ocupação das Ilhas Malvinas.

03 de Maio
1523 – Cristóvão de Olid desembarca nas terras de Honduras, tomando posse do território em nome do rei da Espanha.
1911 – Criação da Guarda Nacional Republicana, em Portugal, tornando-se a Guarda Pretoriana do regime republicano português.
1945 – O governo português decreta três dias de luto oficial pela morte de Adolf Hitler, que se suicidara dias antes, em Berlim.

04 de Maio
1904 – A Companhia Francesa do Canal do Panamá entrega a suas propriedades a um representante do governo norte-americano.
1949 – Morrem, em um acidente aéreo, todos os jogadores da seleção italiana.
1979 – Margaret Thatcher é eleita primeira-ministra da Grã-Bretanha, pelo Partido Conservador, sendo a primeira mulher a ocupar o cargo.

05 de Maio
1494 – Numa segunda viagem à América, Cristóvão Colombo descobre a ilha de Santiago, atual Jamaica.
1821 – Morre exilado na ilha de Elba, Napoleão Bonaparte.
1983 – Identificado por cientistas do Instituto Pasteur de Paris, o vírus da Aids.

6 de Maio
1840 – Posto à venda, na Inglaterra, o primeiro selo de correios do mundo.
1968 – Decretado estado de sítio em Paris, devido aos tumultos da revolta estudantil na França.
1994 – Inaugurado o Eurotúnel, túnel subterrâneo do Canal da Mancha, que une a Grã-Bretanha à França.

07 de Maio
1910 – Passagem pela Terra do cometa Halley (foto).
1945 – A Alemanha assina a sua rendição, pondo fim à Segunda Guerra Mundial.
1995 – Na França, Jacques Chirac é eleito presidente da República.

08 de Maio
1350 – Assinado o Tratado de Bretgny, pondo fim ao primeiro período da Guerra dos Cem Anos, entre a Inglaterra e a França.
1919 – A Holanda implanta o direito ao voto feminino.
1996 – Aprovada, pela Assembléia Constituinte, a nova Constituição da África do Sul.

09 de Maio
1927 – Camberra, cidade australiana, é eleita como sede do governo da Austrália.
1940 – Adolf Hitler autoriza a eutanásia na Alemanha.
1978 – Encontrado, em Roma, o corpo do líder político italiano Aldo Moro, seqüestrado e assassinado pelas Brigadas Vermelhas.

10 de Maio
1508 – Michelangelo Buonarroti inicia a pintura dos afrescos da Capela Sistina, no Vaticano.
1877 – Proclamada a independência da Romênia.
1994 – Nelson Mandela assume a presidência da África do Sul, sendo o primeiro negro da história do país e assumir o cargo.

11 de Maio
1911 – Firmada a paz entre os revolucionários e o presidente Porfírio Diaz, no México.
1941 – Grande bombardeio aéreo sobre Londres, efetuado pelos nazistas durante a Segunda Guerra Mundial.
1985 – Incêndio no estádio de futebol de Bradford City, no norte da Inglaterra, deixa cinqüenta e dois mortos.

12 de Maio
1937 – Coroação de George VI, da Inglaterra, após a abdicação do irmão mais velho, Eduardo VIII.
1951 – Estados Unidos testam nas ilhas Marshall, no oceano Pacífico, a explosão de uma bomba de hidrogênio.
2001 – Assassinado Motasem Sabagh, líder do partido palestino Al Fatah.

13 de Maio
1917 – Três pequenos pastores do interior de Portugal afirmam ter visto a Virgem do Rosário da Cova de Eiria, dando origem à devoção à Nossa Senhora de Fátima.
1981 – O turco Ali Agca atira contra o papa João Paulo II, na Praça de São Pedro, no Vaticano.
1994 – Entra em vigor a autonomia palestina na faixa de Gaza e Jericó.

14 de Maio
1940 – Em Rotterdam, na Holanda, mais de novecentas pessoas são mortas durante um bombardeio de aviões alemães.
1948 – Criado, na Palestina, o Estado de Israel.
1955 – Liderado pela União Soviética, é criado o Pacto de Varsóvia, entre oito países socialistas do leste europeu (na foto: cartaz comemorativo dos 35 anos do Pacto de Varsóvia).

15 de Maio
1891 – Publicação da Rerum Novarum, do papa Leão XIII, definindo a doutrina social da igreja católica.
1957 – A Grã-Bretanha realiza, na ilha de Páscoa, a sua primeira experiência com uma bomba H.
1974 – Após a Revolução dos Cravos, é escolhido, pela Junta de Salvação Nacional, o general Spínola, para presidente da República de Portugal.

16 de Maio
1974 – A Índia anuncia ao mundo que tem a bomba atômica.
1986 – Argélia e Marrocos rompem as relações diplomáticas.
1930 – Eleito o general Leônidas Trujillo para presidente da República Dominicana.

17 de Maio
1940 – Durante a Segunda Guerra Mundial, tropas alemãs entram em Bruxelas, na Bélgica.
1973 – Iniciado o processo Watergate no comitê do senado dos Estados Unidos, que provocaria a queda do presidente Nixon.
1997 – No Zaire, Laurent Kabila proclama-se chefe de Estado, rebatizando o país como República Democrática do Congo.

18 de Maio
1680 – Publicada uma compilação das Leis das Índias, contendo nove livros e mais de seis mil leis.
1804 – O general Bonaparte é proclamado imperador, pelo Senado francês, com o nome de Napoleão I.
1973 – O presidente chileno Salvador Allende, anuncia a expropriação de todas as empresas estrangeiras no país.

19 de Maio
1874 – Criada na França, uma lei que proíbe o trabalho de mulheres e de crianças em minas.
1935 – Morre Thomas Edward Lawrence, arqueólogo, militar, agente secreto e escritor britânico, conhecido como Lawrence da Arábia.
1989 – Tropas da África do Sul iniciam a sua retirada da Namíbia, implementando o plano previsto para a independência do território.

20 de Maio
325 – Iniciado, formalmente, o Concílio de Nicéia, pelo imperador romano Constantino, considerado o primeiro de três concílios fundadores da igreja católica.
1498 – Chegada de Vasco da Gama a Calicute, na Índia.
1940 – Inaugurado o maior campo de concentração nazista, o de Auschwitz, na Polônia.

21 de Maio
1968 – Dez milhões de franceses entram em greve, dando prosseguimento aos protestos do Maio de 1968 (foto).
1991 – Unificação do Iêmen do Norte e do Sul, na península Arábica.
1998 – Queda do presidente da Indonésia, o ditador general Suharto, que se manteve no poder por 32 anos.

22 de Maio
1671 –
o rei da França, Luís XIV, outorgada a Carta da fundação de Versalhes.
1939 – Alemanha e Itália assinam em Berlim, o chamado Pacto de Acero, que concretiza uma aliança militar entre os dois países.
1992 – Eslovênia, Croácia e Bósnia-Herzegovina são admitidas como membros da ONU.

23 de Maio
1915 – Abandonando a neutralidade, a Itália declara guerra à Áustria, entrando na Primeira Guerra Mundial ao lado da França e da Grã-Bretanha.
1971 – Terremoto na Turquia mata cerca de mil pessoas.
1989 – O Egito é readmitido na Liga Árabe.

24 de Maio
1844 – Emitida, por Samuel Morse, a primeira mensagem telegráfica, enviada do Capitólio, em Washington, a Baltimore.
1900 – A Grã-Bretanha anexa o Estado Livre de Orange, na África do Sul.
1993 – A Eritréia declara a sua independência da Etiópia, tornando-se mais um Estado independente da África.

25 de Maio
1883 – Instituído o seguro de saúde na Alemanha, por sugestão de Bismarck, sendo a primeira conquista social no gênero.
1887 – Um grande incêndio destrói o Teatro da Ópera Cômica de Paris, causando a morte de 80 pessoas.
1993 – Aprovado, pelo Conselho de Segurança da ONU, a criação de um Tribunal Internacional de Crimes de Guerra na antiga Iugoslávia.

26 de Maio
1963 – Fundada a Organização para a Unidade Africana (OUA).
1985 – Seis cidades do Irã são bombardeadas pelo Iraque.
1994 – Zacatecas, cidade mexicana, é declarada Patrimônio Cultural da Humanidade.

27 de Maio
1564 – Morre João Calvino, reformista protestante, fundador do calvinismo.
1941 – Navios de guerra da Grã-Bretanha afundam o encouraçado alemão Bismarck.
1980 – Restabelecida em Coimbra, Portugal, a tradicional festa da Queima das Fitas, que não se realizava desde 1969.

28 de Maio
1911 – Em Portugal, são realizadas as primeiras eleições legislativas do novo governo republicano.
1918 – Proclamada, pelo partido nacionalista Mussavet, a independência do Azerbaijão.
1933 – Confiscados os bens do Partido Comunista da Alemanha.

29 de Maio
1453 – Constantinopla é conquistada pelos turcos, passando a ser chamada de Istambul, pondo fim ao Império Bizantino, marcando a passagem da Idade Média para a Idade Moderna (foto: pintura do cerco de Constantinopla).
1996 – O líder do partido conservador Likud, Benjamin Netanyahu, é eleito primeiro ministro de Israel.
1999 – Após 15 anos de regimes militares, o civil Olusegun Obasanjo assume a presidência da Nigéria.

30 de Maio
1431 – Queimada viva, em Ruão, aos dezenove anos, Joana D’Arc, condenada por heresia.
1920 – Canonização de Joana D’Arc, queimada em Ruão neste dia, em 1431.
1942 – Aviões britânicos bombardeiam a cidade de Colônia, na Alemanha.

31 de Maio
1962 – Executado o ex-coronel das SS, Adolfo Eichman, em Tel Aviv, Israel, condenado por crimes contra os judeus na Segunda Guerra Mundial.
1966 – Em Saigon, monges budistas ateiam fogo contra os próprios corpos, em protesto contra o governo militar do Vietnã do Sul.
1995 – A Rússia formaliza o seu ingresso na Associação para a paz da OTAN.

Maios na História do Brasil

01 de Maio
1500 – Pero Vaz de Caminha termina sua carta ao rei d. Manuel, dando notícia da chegada da frota de Cabral ao que viria a ser o Brasil.
1500 – Frei Henrique de Coimbra celebra a primeira missa no Brasil.

02 de Maio
1826 – D. Pedro I (IV de Portugal) abdica o trono português em favor de sua filha, d. Maria da Glória.
1997 – Morre Paulo Freire, autor de um clássico sobre educação no Brasil, Pedagogia do Oprimido, de 1969.

03 de Maio
1660 – Nasce em Salvador, Bahia, Sebastião da Rocha Pita, autor da célebre História da América Portuguesa, de1730.
1823 – Instalada no Rio de Janeiro, por d. Pedro I, a Assembléia Constituinte, dissolvida por ele mesmo semanas depois.

04 de Maio
1617 – Carta régia de Felipe II de Portugal determina que o Maranhão faça parte do Brasil para fim de degredos, com o objetivo de povoar a região.
1937 – Morre no Rio de Janeiro, Noel Rosa.

05 de Maio
1928 – Inaugurada a Rodovia Rio-São Paulo, mais tarde Presidente Dutra, ligando as duas maiores cidades do país.
1994 – Morre o poeta Mário Quintana.

06 de Maio
1644 – Maurício de Nassau, em conflito com a direção da Companhia das Índias Ocidentais, entrega o governo das possessões holandesas no Brasil ao Supremo Conselho do Recife e retorna para a Europa.
1926 – Inaugurado, no Rio de Janeiro, o Palácio Tiradentes, sede da Câmara dos Deputados da República, atual Assembléia Legislativa.

07 de Maio
1880 – Morre em Vassouras, Rio de Janeiro, Luís Alves de Lima e Silva, o Duque de Caxias.
1900 – Começa a funcionar a primeira linha de bondes elétricos de São Paulo, ligando o centro à Barra Funda.

08 de Maio
1850 – Nasce em Itu, São Paulo, o pintor Almeida Júnior, autor do quadro Descanso da Modelo, de 1882.
1970 – O governo militar, presidido pelo general Médici, divulga nota classificando notícias sobre tortura a presos políticos publicadas como parte de uma “campanha difamatória”.

09 de Maio
1624 – Armada holandesa comandada por Jacob Willekens inicia ataque a Salvador, Bahia. No dia seguinte os invasores tomam a cidade e prendem o governador Diogo de Mendonça Furtado.
1963 – Em feito inédito no país, a TV Tupi inicia em São Paulo, em caráter experimental, a transmissão em cores.

10 de Maio
1728 – Militares se rebelam em Salvador, Bahia, no movimento que ficou conhecido como Levante do Terço Velho. 7 deles foram condenados à morte.
1789 – Preso na Rua dos Latoeiros, atual Gonçalves Dias, Rio de Janeiro, o alferes Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes, acusado de conspirar contra a Coroa portuguesa.

11 de Maio
1852 – Inaugurada a primeira linha de telégrafo no Brasil, ligando o Paço de São Cristóvão ao Quartel General, no Rio de Janeiro.
1881 – Fundada no Rio de Janeiro, a Igreja Positivista do Brasil.

12 de Maio
1648 –
Salvador Correia de Sá e Benevides parte do Rio de Janeiro com o objetivo de reconquistar, para o rei de Portugal, São Tomé e Angola, até então sob domínio holandês.
1888 – Aprovada no Senado, por 83 votos a favor e 9 contra, a lei que extinguiu a escravidão no Brasil.

13 de Maio
1767 – Nasce em Lisboa, o príncipe d. João, futuro d. João VI.
1888 – Isabel, princesa imperial regente, assina a Lei Áurea, que na véspera tinha sido aprovada pelos parlamentares.

14 de Maio
1835 – Fuzilados em Salvador, Bahia, 5 líderes da Revolta dos Malês, o maior levante de escravos da história do Brasil.
1837 – Fundado no Rio de Janeiro o atual Real Gabinete Português de Leitura.

15 de Maio
1828 – Inaugurado o Curso Jurídico de Olinda, origem da Faculdade de Direito da Universidade Federal de Pernambuco.
1906 – Repressão à greve dos funcionários da Estrada de Ferro Paulista resulta na morte de vários trabalhadores.

16 de Maio
1818 – Decreto de d. João VI aprova o estabelecimento de uma colônia de imigrantes suíços, dando origem à atual Nova Friburgo, no Rio de Janeiro.
1869 – Primeira corrida do atua Jóquei Clube Brasileiro, no Rio de Janeiro.

17 de Maio
1934 –
Lançado o jornal A Ofensiva, do integralista Plínio Salgado, com orientação editorial inspirada no fascismo italiano.
1985 – Morre Vitor Nunes Leal, autor de tese clássica sobre o sistema político brasileiro, Coronelismo, Enxada e Voto, de 1948.

18 de Maio
1850 – Inaugurado em Recife, o Teatro Santa Isabel.
1961 – O presidente Jânio Quadros baixa decreto proibindo as rinhas de galo no país.

19 de Maio
1971 – Empresa norte-americana Westinghouse é escolhida pelo governo para construir a primeira usina nuclear brasileira.
1977 – Em plena ditadura militar, estudantes promovem o Dia Nacional de Luta pela Anistia.

20 de Maio
1880 – Morre Ana Néri, enfermeira voluntária na Guerra do Paraguai, que recebeu o título de Mãe dos Brasileiros.
1900 – Começa a Circular no Rio de Janeiro a Revista da Semana, primeira na América do Sul a utilizar fotografias.

21 de Maio
1748 – Populares e representantes da elite de Campos, Rio de Janeiro, contrários à posse do novo governador, iniciam violento levante, chamado Revolta de Benta Pereira, resultando em várias mortes.
1997 – Aprovada no Senado a emenda constitucional que permite a reeleição para presidente, governador e prefeito.

22 de Maio
1644 – Maurício de Nassau retorna à Europa após deixar o governo das possessões holandesas no Brasil.
1965 – A pedido dos Estados Unidos o governo brasileiro envia 280 soldados à República Dominicana, em apoio ao golpe militar que depôs o presidente Juan Bosch, de tendência socialista.

23 de Maio
1535 - Num domingo, dia consagrado ao Espírito Santo, Vasco Fernandes Coutinho chaga à sua donataria. Após combate com indígenas da região, inicia a colonização portuguesa do Espírito Santo.
1536 – Bula do Papa Paulo III estabelece a Inquisição em Portugal e seus domínios.

24 de Maio
1827 – A Argentina (na época Províncias Unidas do Rio da Prata), devolve ao Brasil, com quem estava em guerra desde 1825, a Província Cisplatina, atual Uruguai.
1870 – D. Pedro II alforria setenta filhos de escravas da Fazenda Imperial.

25 de Maio
1871 – D. Pedro II parte para a Europa, na sua primeira viagem ao exterior.
1992 – Em carta à nação, o presidente Collor nega as declarações dadas por seu irmão à revista Veja, denunciando o esquema PC Farias.

26 de Maio
1824 – O presidente norte-americano James Monroe recebe o representante dos negócios estrangeiros brasileiro, reconhecendo a Independência do Brasil.
1992 – Instaurada no Congresso Nacional, CPI que resultaria no processo de impeachment do presidente Collor na sua renúncia.

27 de Maio
1982 – Desativado o Departamento de Ordem Política e Social do Rio Grande do Sul. Antigo símbolo da repressão, é o primeiro DOPS do país a ser extinto.
1989 – Militares são proibidos pelo exército de depor em inquérito civil sobre morte de operários em Volta Redonda, Rio de Janeiro.

28 de Maio
1537 – Bula Universis Christi Fidelibus do papa Paulo III, reconhece que os índios têm alma e são verdadeiros homens.
1902 – Fundado em São Paulo, o Partido Socialista Brasileiro.

29 de Maio
1858 – Morre em Weilheim, Alemanha, o artista viajante Johann Moritz Rugendas, que registrou a vida cotidiana do Brasil no primeiro reinado.
1936 – Criado pelo governo Vargas, o Instituto Nacional de Estatística, atual IBGE.

30 de Maio
1843 – Celebrado em Nápoles, Itália, o casamento por procuração, de d. Pedro II com a princesa d. Teresa Cristina.

31 de Maio
1887 – Fundado em Belém, Pará, o Clube Republicano.
1978 – Funcionários de 18 empresas do ABC paulista, à frente o metalúrgico Lula, recebem aumento de salário como resultado de uma greve.

Nascidos em Maio

01 de Maio
Buza Ferraz, ator brasileiro
Glenn Ford (foto), ator norte-americano
John Woo, cineasta chinês
José de Alencar, escritor brasileiro
Otto Lara Resende, jornalista e escritor brasileiro
Patrícia Travassos, atriz e roteirista brasileira

02 de Maio
Ataulfo Alves, compositor brasileiro
David Beckham, jogador de futebol britânico
Friedrich Novalis, escritor alemão
Mayara Magri, atriz brasileira

03 de Maio
Agnaldo Rayol, cantor e ator brasileiro
Bing Crosby, ator e cantor norte-americano
Golda Meir, estadista israelense nascida na Rússia
James Brown, cantor e compositor norte-americano
Nicolau Maquiavel, filósofo italiano
Silvia Salgado, atriz brasileira

04 de Maio
Audrey Hepburn (foto), atriz norte-americana
Herbert Vianna, cantor e compositor brasileiro
Lulu Santos, cantor e compositor brasileiro
Ronald Golias, ator e humorista brasileiro

05 de Maio
Alice Faye, atriz norte-americana
Beth Carvalho, cantora brasileira
Dalva de Oliveira, cantora brasileira
Karl Marx, filósofo alemão
Paulo Gorgulho, ator brasileiro
Tyrone Power (foto), ator norte-americano

06 de Maio
George Clooney, ator norte-americano
Orson Welles, ator, diretor e escritor norte-americano
Robespierre, político francês
Rodolfo Valentino, ator italiano
Sigmund Freud, psicanalista tcheco
Stewart Granger, ator britânico
Tony Blair, político britânico

07 de Maio
Anne Baxter, atriz norte-americana
Eva Perón, política argentina
Gary Cooper, ator norte-americano
Johannes Brahms, músico alemão
Pyotr Tchaikovsky, músico russo

08 de Maio
Adelaide Chiozzo, atriz brasileira
Betty Faria, atriz brasileira
Enrique Iglesias, cantor espanhol
Etty Fraser, atriz brasileira
Lex Barker, ator norte-americano
Maria Padilha, atriz brasileira

09 de Maio
Albert Finney, ator britânico
Candice Bergen, atriz norte-americana
Dedé Santana, humorista brasileiro
Glenda Jackson, atriz britânica

10 de Maio
David O. Selznick, produtor de cinema americano
Ettore Scola, cineasta italiano
Fred Astaire, ator norte-americano
João Villaret, ator, diretor e declamador português
Luiza Tomé, atriz brasileira

11 de Maio
Bete Mendes, atriz brasileira
Bidu Sayão, cantora lírica brasileira
Camilo José Cela, escritor espanhol
Carlos Lyra, compositor e músico brasileiro
Fernanda Lapa, atriz e encenadora portuguesa
Rubem Fonseca, escritor brasileiro
Salvador Dali, pintor espanhol
Sandra Bréa, atriz brasileira

12 de Maio
Emilio Estevez, ator norte-americano
Gabriel Byrne, ator irlandês
Jamelão, cantor brasileiro
Katharine Hepburn (foto), atriz norte-americana
Ruth de Souza, atriz brasileira
Tizuka Yamasaki, diretora de cinema e televisão brasileira

13 de Maio
Ângela Maria, cantora brasileira
Harvey Keitel, ator norte-americano
João VI de Portugal, rei português
Lima Barreto, escritor brasileiro
Ritchie Valens, cantor e músico norte-americano
Otaviano Costa, ator e apresentador brasileiro
Stevie Wonder, cantor e compositor norte-americano
Waldick Soriano, cantor e compositor brasileiro

14 de Maio
Cate Blanchett, atriz australiana
George Lucas, diretor de cinema norte-americano
Thalma de Freitas, atriz e cantora brasileira
Tim Roth, ator britânico

15 de Maio
Humberto Delgado, político português
James Mason, ator britânico
Joseph Cotten, ator norte-americano
Paulo de Carvalho, acntor e compositor português
Raí, jogador de futebol brasileiro

16 de Maio
Debra Winger, atriz norte-americana
Henry Fonda, ator norte-americano
Laura Pausini, cantora italiana
Pierce Brosnan, ator irlandês
Thierry Figueira, ator brasileiro

17 de Maio
Ayatollah Khomeini, líder político iraniano
Bill Paxton, ator norte-americano
Dennis Hopper, ator norte-americano
Enya, cantora irlandesa
Jean Gabin, ator francês
John Herbert, ator brasileiro
Maureen O'Sullivan, atriz irlandesa

18 de Maio
Anabela Teixeira, atriz portuguesa
Felipe Folgosi, ator brasileiro
Frank Capra, cineasta italiano
João Paulo II, papa polonês

19 de Maio
Cacá Diegues, cineasta brasileiro
Daniel Boaventura, ator e cantor brasileiro
Grace Jones, modelo, cantora e atriz jamaicana
Johnny Alf, Cantor e cmpositor brasileiro
Malcolm X, líder negro norte-americano
Mário de Sá-Carneiro, poeta e contista português

20 de Maio
Cher, atriz e cantora norte-americana
Honoré de Balzac, escritor francês
James Stewart (foto), ator norte-americano
Joe Cocker, cantor britânico
Lucélia Santos, atriz brasileira

21 de Maio
Albrecht Dürer, pintor alemão
António Vitorino de Almeida, maestro português
Gracindo Junior, ator brasileiro
Paloma Duarte, atriz brasileira
Raymond Burr, ator norte-americano

22 de Maio
Arthur Conan Doyle, escritor escocês
Laurence Olivier (foto), ator britânico
Naomi Campbell, modelo e atriz britânica
Paul Winfield, ator norte-americano
Richard Wagner, autor e músico alemão

23 de Maio
Douglas Fairbanks, ator e diretor norte-americano
Joan Collins, atriz britânica
Othon Bastos, ator brasileiro
Silvio Caldas, cantor e compositor brasileiro

24 de Maio
Alfred Molina, ator britânico
Bob Dylan, cantor norte-americano
Carvalhinho, ator e humorista brasileiro
Helena Ranaldi, atriz brasileira
José de Abreu, ator brasileiro
Kristin Scott Thomas, atriz britânica
Luíza Brunet, atriz e modelo brasileira
Vitória, rainha britânica
Vivianne Pasmanter, atriz brasileira

25 de Maio
Anne Heche. atriz norte-americana
Chris Duran, cantor e modelo francês
Curado Ribeiro, ator português
Maria Fernanda Cândido (foto), atriz brasileira

26 de Maio
Al Jolson, ator e cantor lituano
John Wayne, ator norte-americano
Maria do Céu Guerra, atriz portuguesa
Peter Cushing, ator britânico
Robert Morley, ator britânico
Sivuca, músico e compositor brasileiro
Tony Tornado, ator e cantor brasileiro

27 de Maio
Christopher Lee, ator britânico
Consuelo Leandro, atriz e humorista brasileira
Isadora Duncan, bailarina norte-americana
Joseph Fiennes, ator britânico
Louis Gossett Jr, ator norte-americano
Vincent Price, ator norte-americano

28 de Maio
Cecil Thiré, ator e diretor brasileiro
Diogo Infante, ator e diretor português
Gladys Knight, cantora norte-americana
Ian Fleming, escritor britânico
Lia Gama, atriz portuguesa

29 de Maio
Annette Bening, atriz norte-americana
Bob Hope, ator britânico
Danton Mello, ator brasileiro
Débora Bloch, atriz brasileira
Helmut Berger, ator austríaco
John Kennedy, presidente americano
Juliana Knust, atriz brasileira

30 de Maio
Benny Goodman, músico norte-americano
Fábio Massimo, ator brasileiro
Glória de Matos, atriz portuguesa
Howard Hawk, diretor e produtor de cinema norte-americano

31 de Maio
Brooke Shields, atriz e modelo norte-americana
Clint Eastwood, ator e diretor norte-americano
Colin Farrell (foto), ator irlandês
Denholm Elliott, ator britânico
Don Ameche, ator norte-americano
Lea Thompson, atriz norte-americana
Manuel I de Portugal, rei português
Marco Nanini, ator brasileiro
Marília Gabriela, jornalista, apresentadora e atriz brasileira
Rainier II de Mônaco, principe monegasco
Tom Berenger, ator norte-americano
Walt Whitman, escritor norte-americano
Zilka Salaberry, atriz brasileira

Datas Comemorativas

01 de Maio – Dia Mundial do Trabalho
02 de Maio – Dia Nacional do Ex-Combatente
02 de Maio – Dia do Taquígrafo
03 de Maio – Dia do Sertanejo
05 de Maio – Dia da Comunidade
05 de Maio – Dia do Expedicionário
05 de Maio – Dia do Artista Pintor
06 de Maio – Dia do Cartógrafo
07 de Maio – Dia do Silêncio
07 de Maio – Dia do Oftalmologista
08 de Maio – Dia da Vitória
08 de Maio – Dia do Profissional de Marketing
08 de Maio – Dia do Artista Plástico
08 de Maio – Dia Internacional da Cruz Vermelha
09 de Maio – Dia da Europa
10 de Maio – Dia da Cavalaria
10 de Maio – Dia do Campo
11 de Maio – Dia da Integração do Telégrafo no Brasil
12 de Maio – Dia Mundial do Enfermeiro
13 de Maio – Dia da Abolição da Escravatura no Brasil
13 de Maio – Dia da Fraternidade Brasileira
13 de Maio – Dia do Automóvel
14 de Maio – Dia Continental do Seguro
15 de Maio – Dia Internacional das Famílias
15 de Maio – Dia do Assistente Social
15 de Maio – Dia do Gerente Bancário
16 de Maio – Dia do Gari
17 de Maio – Dia Mundial da Internet
17 de Maio – Dia da Constituição
18 de Maio – Dia Internacional dos Museus
18 de Maio – Dia dos Vidreiros
19 de Maio – Dia dos Acadêmicos de Direito
20 de Maio – Dia do Comissário de Menores
21 de Maio – Dia da Língua Nacional
22 de Maio – Dia do Apicultor
23 de Maio – Dia da Juventude Constitucionalista
24 de Maio – Dia da Infantaria
24 de Maio – Dia do Datilógrafo
24 de Maio – Dia do Telegrafista
24 de Maio – Dia do Detento
24 de Maio – Dia do Vestibulando
25 de Maio – Dia da Indústria
25 de Maio – Dia Massagista
25 de Maio – Dia do Trabalhador Rural
27 de Maio – Dia do Profissional Liberal
29 de Maio – Dia do Estatístico
29 de Maio – Dia do Geógrafo
30 de Maio – Dia do Geólogo
30 de Maio – Dia das Bandeiras
31 de Maio – Dia do Comissário de Bordo
31 de Maio – Dia Mundial das Comunicações Sociais
2º Domingo de Maio – Dia das Mães
publicado por virtualia às 15:37
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 2 de Dezembro de 2008

SIDA, UM FLAGELO CONTEMPORÂNEO

 

 

Em 1988, há vinte anos, a OMS (Organização Mundial da Saúde), instituiu o Dia Mundial de Combate a SIDA, 1 de dezembro. Numa época em que ser declarado portador do vírus HIV constituía uma sentença de morte, era preciso que se chamasse a atenção do mundo para o maior flagelo do final do segundo milênio. Longe ia a descoberta de um tratamento eficaz, muito menos uma esperança de cura. O mundo assistia às imagens de pessoas debilitadas pelo flagelo, cadavéricas a definhar, cujo único destino era a morte. A face da SIDA assustava o mundo! A tragédia era iminente.
Longe vai da atualidade a imagem dos flagelados da SIDA dos anos de 1980 e da primeira metade da década de 1990. Tratamentos adormeceram o vírus, mas não o eliminou. Estudos sobre o HIV ainda vão longe de encontrar uma cura. Se a sobrevida dos portadores aumentou com as drogas, não os livrou da sina da doença. A SIDA não desapareceu do planeta, pelo contrário, está camuflada diante das terapias disponíveis. Tão perigosa quanto dantes, a doença mata silenciosamente os seus portadores, sem as imagens trágicas que se repetia no início da sua descoberta.
Relatórios recentes apontam que 33 milhões de pessoas estão infectadas pelo HIV em todo o planeta. O continente africano é o mais afetado pela epidemia. O tratamento é de alto custo, o que impossibilita que chegue aos países pobres do planeta. Nos países desenvolvidos a epidemia está camuflada pelas drogas terapêuticas, fazendo com que uma nova geração que não viu as mortes trágicas de outros tempos não a tema, descuidando-se da prevenção. Na primeira década de 2000 diminuiu o número de mortes causadas pela SIDA, em 2001 foram 2,2 milhões de mortos, em 2007 caiu para 2 milhões. Mas a ONU admite que a guerra está longe de ser vencida, e com a crise econômica mundial, teme que falte verba para o financiamento do tratamento em todo o planeta.
A SIDA hoje não tem cura, continua a matar silenciosamente. O melhor caminho para evitá-la continua a ser a prevenção, daí grandes campanhas pelo uso do preservativo nas relações sexuais. Desde o primeiro caso detectado no fim dos anos 1970 até os tempos atuais, a SIDA continua a ser um grande flagelo da humanidade.

Os Primeiros Anos da Epidemia

Em 12 de dezembro de 1977 morria, aos 47 anos, Margrethe P. Rask, médica e pesquisadora dinamarquesa, vítima de estranhos sintomas para a sua idade. Uma autópsia revelaria que os pulmões da médica estavam cheios de microorganismos que ocasionaram um tipo agressivo de pneumonia. Margrethe P. Rask tinha estado na África, a estudar o Ebola. Teria sido uma das primeiras vítimas da SIDA, mesmo não se tendo a certeza até os dias de hoje. Há relato ainda, de uma amostra sanguínea de um homem de Kinshasa, Congo, morto em 1959, que analisada recentemente ter-se-ia revelado soropositiva.
Em 1981 começaram a aparecer vários casos de doenças oportunistas em grupos de homossexuais americanos, principalmente na cidade de São Francisco, e em menor incidência, em Los Angeles e Nova York. A estranha doença chamou a atenção do centro de controle de doenças dos EUA. Descrevia-se pela primeira vez a Síndrome de Imunodeficiência Adquirida, sem nomeá-la cientificamente. A doença foi erroneamente vista como um mal que afetava apenas aos homossexuais, fazendo que o preconceito do governo Reagan ignorasse-a, não liberando verbas para um estudo mais profundo. Esta postura reacionária de Ronald Reagan, mantida por vários anos, atrasaria as descobertas de tratamentos por uma década, causando uma das maiores catástrofes de todos os tempos, a propagação da epidemia e, conseqüentemente, a morte de milhões de pessoas.
Em 1982 o centro de controle de doenças norte-americano começou a colher dados relacionados aos homossexuais, seus nomes e os nomes dos que com eles mantiveram relações sexuais, na tentativa de mapear a doença apenas em um determinado grupo de risco. Durante as entrevistas com os homossexuais, vários declararam ter tido relações sexuais com um mesmo homem, o comissário de bordo franco-canadense Gaetan Dugas. Este homem seria conhecido mais tarde como o paciente zero, teria sido através dele que a doença cruzou o Atlântico. Gaetan Dugas, o paciente zero, acusado pela história de ter trazido o vírus do HIV para os EUA, morreria em 1984.
A doença desconhecida começou a tomar proporções de uma epidemia iminente, atingido ainda em 1982, pessoas tóxico-dependentes, e as primeiras transmissões detectadas em transfusões sanguíneas. 14 países relataram ainda neste ano, casos da doença. Também no Brasil sete casos foram confirmados, todos em São Paulo e em pacientes homo ou bissexuais. Sem ainda ter um nome cientifico, a doença era chamada pela imprensa como GRID (Gay Related Immune Deficiency), ou como “Peste Gay”.
Completamente desconhecida, a doença causou pânico no mundo quando, em 1983, foram relatados casos de infecção em crianças nos EUA, sendo posta a hipótese de que poderia ser transmitida pelo ar e por utensílios domésticos comuns. Diante do alastramento epidemiológico, foi realizada em Denver, EUA, a primeira conferência sobre SIDA, chegando à triste conclusão de que 3000 casos da doença atingiam os americanos, com um total de 1283 mortos. A doença era ainda relatada em 33 países.
A identificação do agente etiológico da SIDA, um retrovírus, só foi feita em 1984, quando dois grupos de cientistas reclamaram para si a descoberta: o grupo do Dr. Luc Montagnier, do Instituto Pasteur de Paris e o grupo do Dr. Robert Gallo, do Instituto de Virulogia Humana da Universidade de Maryland, Estados Unidos. Na França o agente etiológico da SIDA foi reconhecido como LAV, associado a linfadenopatia; nos EUA foi chamado de HTLV-3. Após uma longa disputa entre as comunidades científicas pelos louros da descoberta, chegou-se ao consenso de denominá-lo HIV (em português vírus da imunodeficiência humana).
Já nesta época 7000 norte-americanos tinham a doença, obrigando o governo Reagan a dar maior atenção à epidemia, fazendo com que a secretária de saúde e serviços humanos da época, declarasse que antes de 1990 haveria uma vacina e a cura da SIDA. A esta altura a população homossexual de São Francisco está em grande número infectada, como medida preventiva, todas as saunas gays da cidade, ponto de encontros sexuais, são fechadas. Esta medida estender-se-ia por várias cidades da Europa.

Rock Hudson, o Primeiro Rosto da SIDA

Já identificado, o HIV continuava a ser visto pejorativamente como o “Câncer Gay”. Esta concepção gerou o estigma da doença. Já se identificava que a principal via de transmissão era a sexual. A SIDA revelava-se como uma doença de comportamento, o que trazia para quem a contraía, além do sofrimento físico, a discriminação e a culpa. Para o portador do HIV, desmoronava-se muitas vezes, a imagem de uma vida escondida, camuflada pela pressão social. Esta culpa comportamental atinge até os dias atuais os infectados pelo HIV, causando o isolamento social dos mesmos.
Se a SIDA parecia atingir somente os homossexuais, aos poucos ela foi mostrando-se sem limites de classes, raças ou opções sexuais. Já em 1985, dois outros grupos de pessoas padecem com a epidemia, o dos dependentes químicos e o dos hemofílicos. Já a SIDA há muito fazia parte do mundo e as transfusões de sangue eram feitas sem a menor preocupação com a doença. Os bancos de sangue isolavam apenas os grupos de homossexuais, os únicos apontados como possíveis transmissores do HIV. Só em 1985 chegava ao mercado um teste sorológico de metodologia imunoenzimática para diagnosticar a infecção causada pelo HIV, podendo ser utilizado para triagem nos bancos de sangue. Este teste passou a ser usado em todo o mundo, diminuindo o risco de transmissão do HIV através de transfusões sanguíneas.
É em 1985 que a epidemia toma proporções que comovem e assustam o mundo. A contaminação do astro de Hollywood, Rock Hudson comove o planeta, e a mídia explora a exaustão, o definhar de um grande ídolo. O ator fazia a série “Dinastia”, quando revelou a doença ao mundo. O pânico instalou-se no meio das atrizes que em cena, trocaram beijos apaixonados com ele. A descoberta fez com que os estúdios norte-americanos obrigassem os atores a um teste de HIV para que pudessem fazer cenas mais quentes entre si. A medida causou pânico e discriminação entre a classe artística. Enquanto a polêmica corria o mundo, Rock Hudson definhava a olhos vistos diante dos fãs e do mundo.
Em julho de 1985, os jornais anunciavam a chegada de Rock Hudson à França, para submeter-se a tratamento. Era a primeira vez que uma figura pública conhecida em todo o planeta padecia do flagelo do fim do século. A SIDA deixava de ser uma doença de vítimas anônimas para adquirir um rosto, uma expressão que causaria a comoção de todos. Esta identificação entre a SIDA e a celebridade revela ao mundo a sua homossexualidade, a necessidade de aceitação desta condição pela sociedade, já não é o “gay” anônimo das saunas de São Francisco que está morrendo, mas um homem com uma história e uma dignidade, mais definida pela luta contra a doença. Luta em vão, pois não há cura para tão trágico flagelo. A celebridade de Rock Hudson faz da sua morte anunciada uma causa que toma proporções políticas. Torna-se o primeiro militante anti SIDA apontado pela cronologia histórica da doença.
Pela primeira vez desde que detectada, a SIDA, refletida na figura de Rock Hudson, desperta a atenção além da maldição e do terror, gera-se nas pessoas princípios como a solidariedade e a coragem lúcida para enfrentar o flagelo. Pela primeira vez celebridades de todo o mundo, como Elizabeth Taylor (amiga pessoal do ator), mobilizam-se para apoiar os doentes. Uma militância densa anti SIDA espalha-se pelo mundo, sendo amplamente apoiada e divulgada pela imprensa. Ao mesmo tempo em que a militância solidária expande-se pelo mundo, o medo da doença aumenta. Afinal, se uma celebridade era infectada por uma doença mortal, qualquer pessoa estaria sujeita a ela. A SIDA torna-se uma realidade temida. Já não se pode ignorá-la, ou achar que se está imune não tendo relações homossexuais. A SIDA torna-se uma doença de risco em todas as vertentes das sociedades do planeta.
Os curtos meses de agonia e de luta de Rock Hudson, fez dele uma figura exemplar da luta contra a SIDA. No dia 3 de outubro de 1985, o jornal francês “Libération” anunciava a morte do ator de forma contundente: “Rock Hudson é o primeiro rosto vivo da SIDA (...) existira então a SIDA antes de Rock Hudson e a SIDA depois de Rock Hudson”.

As Primeiras Drogas Anti-Virais

Só em 1986, na segunda conferência internacional da SIDA, em Paris, foi reportada experiências iniciais com a primeira droga antiviral, a azidotimidina (AZT). Neste mesmo ano o FDA (Food and Drug Administration) aprovou o seu uso. Pela primeira vez uma droga revelava um impacto, ainda que discreto, sobre a mortalidade dos infectados pelo HIV.
No mesmo ano a OMS lançou uma estratégia global de combate à SIDA. Seringas e agulhas foram recomendadas que fossem esterilizadas. Também o uso do preservativo passou a ser estimulado entre as pessoas como medidas preventivas. Controles mais rígidos foram impostos aos bancos de sangue. Mesmo assim a epidemia avançava e a morte dos portadores era uma questão de tempo tão logo recebesse o diagnóstico. O AZT era uma luz ínfima dentro de um túnel sombrio e sem fim.
Após a morte de Rock Hudson, várias celebridades abraçaram a causa da militância a favor dos portadores do HIV e contra a discriminação dos mesmos. Em 1987 a princesa Diana abriu o primeiro hospital especializado em tratamento da AIDS na Inglaterra. Durante a inauguração, a princesa não usou luvas quando apertou as mãos de pessoas com SIDA, fato que suscitou comentários de toda a imprensa mundial, ajudando a dissipar as atitudes preconceituosas das pessoas.
Para intensificar mais a militância e o apoio aos portadores do HIV, a OMS instituiu em 1988, o Dia Mundial da Luta Contra SIDA, em 1 de dezembro. A primeira edição do Dia Mundial da AIDS teve como tema: “Junte-se ao esforço mundial”. Neste mesmo ano, os irmãos Henfil e Chico Mário (irmãos de Herbert de Souza, o Betinho), hemofílicos e contaminados pelo HIV, morreriam.
Em 1989 algumas drogas estão disponíveis no mercado, entre elas o DDI. O alto preço do AZT torna-se 20% mais barato. No dia 1 de dezembro o tema do Dia Mundial da SIDA era: “Cuidemos uns dos outros”. A década de 1980 era encerrada tendo a SIDA como o maior flagelo da humanidade, e com um número cada vez maior de infectados pelo planeta. Falar sobre cura era uma utopia distante a anos-luz.

Uma Luz Sobre o Tratamento

A década de 1990 começou com a morte de grandes celebridades, como o cantor e compositor brasileiro Cazuza, o cantor britânico Freddie Mercury e o bailarino soviético Rudolf Nureyev. O mundo parece incapaz diante do flagelo. Programas de trocas de seringas nas farmácias pelos dependentes químicos como meios de prevenção são criticados, causando polêmicas, assim como a distribuição de preservativos pelas escolas e locais públicos. A epidemia é uma realidade, assim como os costumes morais vigentes. Era preciso que se conscientizasse que a SIDA era a própria contestação dos costumes, e para combatê-la era preciso que se modificasse hábitos e preconceitos seculares.
Enquanto a luta contra os costumes e os preconceitos, como a resistência do uso dos preservativos pelos homens e pela igreja, está acirrada, também a luta nos laboratórios é tenaz, mas lenta diante das mortes causadas pela SIDA. Em 1991 um outro antiretroviral, o DDC, é autorizado para pacientes intolerantes ao AZT. Mesmo diante de novas drogas, constatava-se que a eficácia do tratamento era limitada, criando a resistência do vírus com o passar do tempo. Só em 1992 começa a ser usado a combinação de duas drogas (AZT e DDC), com relativo sucesso. Em 1994 é que se passou a estudar um novo grupo de drogas, os inibidores da protease, que demonstraram um potente efeito contra a infecção quando associados com drogas do grupo inibidor da transcriptase reversa (AZT). Esta associação passou a ser chamada de “coquetel”. Mas esta descoberta não chegou cedo aos pacientes, devido aos custos elevados do tratamento. Além disso, para que se formasse a combinação ideal para obter resultados eficazes, um grande número de comprimidos tinha que ser ingeridos pelos infectados, o que dificultava imensamente o tratamento e a tolerância dos mesmos.
Os inibidores da protease só foram aprovados pela primeira vez pelo FDA em 1995. A esta altura a SIDA era a principal causa de morte entre americanos com idade entre 25 e 44 anos. A epidemia atingira, desde o início da infecção, 400 mil pessoas nos EUA, com 250 mil mortes.
A luz sobre o tratamento dos infectados pela SIDA chegou finalmente, em 1996, quando um grande número de drogas foi aprovado pelo FDA, fazendo que diminuísse o preço, facilitando os governos dos países a assumirem os custos do tratamento de cada infectado. Neste ano, na conferência internacional da SIDA, ocorrida em Vancouver, foi anunciada que a combinação de três drogas tinha efeitos mais eficazes do que a terapia dual. Estava lançado o tratamento que aumentaria a sobrevida dos infectados, melhorando a sua qualidade de vida e terminando com a sentença de morte que o diagnóstico da SIDA trazia para quem contraía o vírus.
No fim da década de 1990, a SIDA adquiria uma outra face, o rosto de uma doença que já não se mostrava fulminantemente mortal. Passou a ser vista como uma doença crônica, que poderia ser tratada por muitos anos. Foi nesta década, em 1994, que se criou o UNAIDS, integrado por cinco agências de cooperação de membros da Organização das Nações Unidas (Unesco, Unicef, OMS, UNDP e UNFPA), além do Banco Mundial, com o objetivo de defender e garantir uma ação global para prevenção da SIDA.

A Negação do HIV Como o Causador da SIDA

A epidemia chegou a ser negada por um grupo de cientistas, que afirmou em suas teorias que o HIV não era a causa da SIDA. Para os autores da hipótese, a SIDA não seria causada pelo HIV, e sim pela poluição, pela fome, pelas drogas e pela vida destrutiva do indivíduo. Alguns chegavam a afirmar que as drogas descobertas na terapêutica da doença eram ineficazes, outros que elas desenvolviam a doença.
Estas hipóteses nasceram com Peter Duesberg, em 1984, e alcançou grandes adeptos até a década de 1990, quando David Ho desenvolveu medicamentos potentes que destruíram 99% do vírus, proporcionando aos infectados uma vida quase normal.
Ainda hoje a teoria de que o HIV não causa a SIDA persiste como uma fagulha especulativa dentro do mundo científico. Recentemente, Robert Gallo, um dos descobridores históricos do HIV, alimentou na Austrália a polêmica, ao declarar que os seus estudos não comprovavam que o HIV causava a SIDA. Esta declaração contribuiu ainda mais para que Gallo fosse visto como um grande oportunista da ciência, sendo desacreditado pelo meio acadêmico.
A negação do HIV foi politicamente aproveitada por vários líderes políticos de países africanos, que usavam da teoria para não gastar com medicamentos para o povo infectado. Esta atitude causou uma grande catástrofe na África do Sul. O ex-presidente Thabo Mbeki por anos assumiu a teoria, tentando desacreditar a SIDA em seu país, minimizando o problema, como se ele não existisse, chegando a duvidar da relação entre o HIV e a SIDA. Com isto, o seu ministério da saúde recomendou ao povo sul-africano que incluísse alho e limão na alimentação para combater a doença, espalhando que os remédios de tratamento eram uma farsa. O resultado desta omissão pôs a África do Sul no topo das estatísticas, com 5,5 milhões de infectados, sendo hoje o país com o maior número absoluto de casos no mundo.

Em Memória dos que Foram Disseminados pela SIDA

Na primeira década do terceiro milênio a SIDA tornou-se uma doença silenciosa. Não se vê os infectados sucumbirem como foi visto no auge do flagelo. O controle da doença garante aos infectados um anonimato, algo impossível no início da descoberta da doença, que chegava fulminante, deixando exposta a vida e a saúde de quem padecia deste mal.
Os portadores sofrem com um tratamento difícil, repleto de efeitos colaterais, como a distribuição de peso corporal, transformando o corpo e o rosto dos portadores completamente, muitas vezes destruindo-lhes a auto-estima. Não há mais grupos de riscos, a SIDA afeta homens, mulheres, crianças, jovens, velhos, homossexuais, heterossexuais. Continua a ser uma doença de comportamento, onde o uso da camisinha é o método mais eficaz de combate. Verifica-se um aumento da infecção em pessoas com mais de cinqüenta anos, que motivados por tratamentos com drogas contra a impotência, passaram a ter novamente uma vida sexual ativa, mas se esqueceram da prevenção, algo que não lhes é tão familiar quanto aos jovens.
Sem cura, a SIDA está longe de ser uma epidemia controlada, tão pouco extinta. 33 milhões de pessoas estão infectadas no mundo. A crise financeira pela qual passa os países, ameaça que os governos continuem a gastar tanto com o tratamento da doença. A SIDA continua a ser uma grande sombra camuflada no âmago da humanidade. Basta um sopro para que ela volte a devorar vidas com a mesma voracidade que se assistiu por mais de uma década.
No Dia Mundial da Aids, em 2008, um imenso laço vermelho, símbolo da luta contra a doença, foi erguido em frente à Casa Branca, em Washington, numa clara demonstração de respeito e empenho em seu combate pelo governo norte-americano, um grande contraste com a época do governo Ronald Reagan, que fechou os olhos à doença, discriminando-a como um “câncer gay”, condenando assim, milhões de vidas. É neste dia que o mundo inteiro reúne-se em uma militância benéfica através do planeta. Nestes momentos de luta, nomes ainda rondam as nossas memórias, nomes de vítimas deste grande flagelo, que de uma forma ou de outra, devem sempre ecoar na lembrança de todos nós: Rock Hudson, Rudolf Nureyev, Cazuza, Freddie Mercury, Brad Davis, Sandra Bréa, Thales Pan Chacon, Mário Viegas, Carlos Augusto Strazzer, Anthony Perkins, Cláudia Magno, Lauro Corona, Zacarias, Antonio Variações, Renato Russo, Herbert de Souza (o Betinho), Henfil... ou o nome de um amigo ou parente próximo.

publicado por virtualia às 16:36
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 29 de Novembro de 2008

OS MESES DO ANO - ABRIL

 

 
Abril é o quarto mês do calendário gregoriano, formado por 30 dias, que no hemisfério norte corresponde à primavera e no hemisfério sul ao outono. Abril foi o segundo mês do calendário romano, quando este era começado por Março, o mês de Marte, pai de Rômulo, o fundador da cidade de Roma.
A origem do nome perdeu-se com o tempo, a teoria mais comum é que Abril deriva do verbo latino Aperire (Aprilis), que significa o “abrir” das flores, das árvores e da natureza. Os romanos costumavam dedicar os meses aos deuses, Abril era o mês consagrado a Vênus, a deusa do amor romana, divindade correspondente à Afrodite dos gregos, que tinha as suas festas sagradas no primeiro dia do mês. Desta dedicação à Vênus, surge a segunda teoria que Abril inicialmente chamado de Aphrilis, seria um nome latino de Afrodite, ou ainda, seja derivado do nome etrusco da deusa, Aprus.
As lendas persistiram até os dias atuais, o que levou à tradição popular de que os amores iniciados em Abril serão eternos, o que fez do mês um dos mais venerados pelo romantismo dos amantes.

Vênus, Deusa do Amor Nascida da Espuma do Mar

Vênus, deusa do amor dos romanos, ou Afrodite, dos gregos, segundo a lenda, teria nascido da espuma do mar. Na luta dos deuses pelo poder, uma noite, quando Urano (Céu) desceu sobre Gaia (Terra) para fecundá-la, Cronos (Saturno), aproximou-se e cortou com um só golpe de foice, os testículos do pai, atirando-os ao mar. No mar formou-se uma enorme espuma dos órgãos arrancados de Urano, da qual surgiu Afrodite (Vênus), a mais bela de todas as deusas, amparada em uma grande concha de madrepérolas. Os Zéfiros sopraram-na para a ilha de Chipre, onde estavam à sua espera as Horas, que lhe cobriram com uma túnica imortal e adornaram os seus longos cabelos loiros com singelas violetas.
Afrodite é a deusa do amor, a maior força que conduz o homem. Esta força pode ser tanto a do sentimento mais profundo, como a do desejo sexual insaciável e destrutivo. A sua força como deusa pode engrandecer o homem, como levá-lo à loucura. A deusa era tida como uma força primaveril, que traz o esplendor anual das plantas e a renovação da vida pelo amor, sempre em paralelo com a vida humana e a vegetal, pois a agricultura conduz a força da civilização helênica. Sem a primavera não há a fertilidade, não há a renovação da vida, não há o futuro. Sendo a mais bela das deusas, Afrodite foi obrigada a casar-se com Hefestos (Vulcano), o deus feio e coxo dos vulcões, que em vingança à mãe Hera (Juno), a mantém presa em um trono mágico, só a liberta quando Zeus (Júpiter) entrega-lhe a mais bela das deusas como esposa. Inconformada com o seu destino, Afrodite trai sem culpa o marido com os mais belos deuses: Ares (Marte), Hermes (Mercúrio) e Dionísio (Baco), ou com os mortais Adônis e Anquises.
Afrodite é assimilada pela Vênus romana. Com o passar dos séculos, os mitos das duas tornam-se inseparáveis, fundindo as lendas e as características. A deusa do amor foi a que mais teve o seu mito difundido através da arte dos grandes pintores e escultores pelos séculos. Em Roma o seu culto gerou várias festividades, além do mês que se tornou o Abril atual.

Abris na História do Mundo

01 de Abril
1924 – Adolf Hitler é condenado a cinco anos de prisão por alta traição, por pretender depor à força, o governo bávaro, em 8 de novembro de 1923.
1933 – O governo alemão incita o povo a boicotar todos os empreendimentos em que os donos são judeus, iniciando a perseguição aos israelitas na Alemanha.
1939 – Termina a Guerra Civil Espanhola (1936-1939), com a tomada de Madrid pelas tropas de Franco (na foto, cartaz de propaganda da guerra).

02 de Abril
1917 – O Congresso dos Estados Unidos vota a favor da entrada do país na Primeira Guerra Mundial, contra a Alemanha.
1948 – Para restabelecer a economia européia, debilitada pela Segunda Guerra Mundial, entra em vigor o Plano Marshall.
1982 – Tropas argentinas iniciam a ocupação das Ilhas Malvinas, que estavam sob o domínio da Grã-Bretanha.

03 de Abril
1493 – Fernando de Aragão e Isabel de Castela recebem, em Barcelona, Cristóvão Colombo, que voltava da viagem em que descobrira o continente americano.
1940 – Winston Churchill é nomeado chefe do Conselho de Defesa Britânico, entrando em um momento que a Inglaterra estava em desvantagem diante das forças alemãs, durante a Segunda Guerra Mundial.
1992 – O escudo, moeda portuguesa, adere ao Sistema Monetário Europeu.

04 de Abril
1693 – Dona Joana, princesa de Portugal, filha de Dom Afonso V, é canonizada pelo papa Inocêncio XII.
1948 – Ratificado em Washington, Estados Unidos, o documento que cria a Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN).
1968 – Martin Luther King, líder pacifista do movimento negro dos Estados Unidos, é assassinado em Menphis.

05 de Abril
1794 – Acusado de indulgente e traidor à revolução, o francês George Jacques Danton é guilhotinado.
1879 – Explode a Guerra do Pacífico, conflito envolvendo o Chile, Peru e Bolívia, em razão da delimitação das fronteiras entre os três países.
1952 – Após um golpe de estado e dissolver os partidos políticos, Fulgêncio Batista assume a presidência de Cuba.

6 de Abril
1199 – Ricardo Coração de Leão, rei inglês, é assassinado no castelo de Chaluz, na França.
1895 – Preso o escritor Oscar Wilde, condenado a dois anos de trabalhos forçados por prática de homossexualismo.
1896 – Começa em Atenas, Grécia, a primeira realização dos jogos olímpicos da era moderna.
2005 – Morre, aos 81 anos, o príncipe Rainier III de Mônaco.

07 de Abril
1939 – A Albânia é invadida por tropas italianas.
1980 – Em seqüência à invasão de estudantes à embaixada norte-americana em Teerã, os Estados Unidos rompem relações diplomáticas com o Irã, impondo ao país severas restrições comerciais.
1994 – Começam os conflitos entre as etnias hutus e tutsis, no Ruanda, que levariam à morte mais de quinhentos mil tutsis (foto).

08 de Abril
1876 – Estréia em Milão, a ópera Gioconda, de Ponchielli.
1939 – A Espanha retira-se da Sociedade das Nações.
1973 – Morre, aos 91 anos, o pintor espanhol Pablo Picasso, um dos maiores gênios da pintura do século XX.

09 de Abril
1940 – Tropas nazistas invadem os países escandinavos, Dinamarca e Noruega.
1966 – Anunciada em Roma, pelo cardeal Ottaviani, a anulação da lista de livros proibidos pela igreja católica.
1986 – A dirigente da oposição paquistanesa, Benazir Bhutto, volta ao Paquistão após dois anos de exílio voluntário na Inglaterra.

10 de Abril
1912 – Sai de Southampton, Inglaterra, para sua primeira e trágica viagem, o Titanic, considerado o navio mais seguro que já se tinha construído.
1919 – Morre a tiros, o líder revolucionário mexicano Emiliano Zapata, vítima de uma emboscada, em Morelos.
1998 – Os partidos da Irlanda do Norte chegam a um acordo de paz, pondo fim a trinta anos de violência.

11 de Abril
1919 – Criada em Genebra, Suíça, a Organização Internacional do Trabalho (OIT).
1929 – A Alemanha nega asilo político para o soviético Leon Trotsky.
1961 – Tem início em Israel, o julgamento do criminoso nazista Adolf Eichman, que fora o arquiteto da “Solução Final”, responsável pelo extermínio de seis milhões de judeus durante a Segunda Guerra Mundial.

12 de Abril
1928 – Atentado frustrado contra o rei da Itália, Victor Emanuel III, durante a inauguração da Feira de Mostras de Milão.
1945 – Morre o presidente dos Estados Unidos, Franklin Delano Roosevelt, sendo substituído por Harry S. Truman.
1961 – A União Soviética envia a primeira missão espacial tripulada. Yuri Gagarin torna-se o primeiro homem a ir ao espaço.

13 de Abril
1829 – O Parlamento inglês concede liberdade religiosa aos católicos.
1975 – Eclode a guerra civil no Líbano.
1986 – O papa João Paulo II visita uma sinagoga em Roma, sendo a primeira visita papal registrada a um templo judeu.

14 de Abril
1865 – O presidente norte-americano Abraham Lincoln sofre um atentado, sendo ferido com um tiro na nuca, morrendo no dia seguinte.
1908 – Aprovado pelo Parlamento da Dinamarca, o sufrágio universal e o direito ao voto às mulheres.
1988 – A União Soviética decide retirar as suas tropas do Afeganistão, ao qual invadira em 1979.

15 de Abril
1912 – Após chocar-se com um iceberg perto da Terra Nova, o transatlântico Titanic (foto)naufraga, matando 1513 pessoas.
1953 – Explodem duas bombas na Praça de Maio, em Buenos Aires, durante um discurso do presidente Perón, matando seis pessoas.
1968 – Alexander Dubcek, secretário geral do Partido Comunista da Tchecoslováquia, publica um programa de medidas liberais que incomoda os países do Pacto de Varsóvia.

16 de Abril
1922 – Quatro anos após o fim da Primeira Guerra Mundial, Alemanha e União Soviética restabelecem relações diplomáticas.
1941 – Tropas nazistas invadem Sarajevo, destruindo a principal sinagoga da cidade.
1985 – É abolida na África do Sul, a lei que proibia o casamento entre negros e brancos.

17 de Abril
1535 – Antonio de Mendoza é nomeado o primeiro rei da Nova Espanha, no México.
1897 – A Turquia declara guerra contra a Grécia.
1969 – Começa a Crise Acadêmica de 1969, em Portugal, com greve às aulas e boicote aos exames de junho, provocada pela prisão do líder estudantil Alberto Martins, pela polícia política salazarista.

18 de Abril
1906 – Um grande terremoto sacode a cidade de São Francisco, na Califórnia, destruindo a cidade e matando 452 pessoas.
1946 – Dissolvida a Sociedade das Nações. Suas funções seriam transferidas para a ONU.
1966 – Mao Tsé-Tung lança a grande revolução cultural na China Popular.

19 de Abril
1911 – As universidades de Lisboa, Coimbra e Porto passam a ter autonomia econômica e científica.
1949 – Os Estados Unidos destinam 5,43 bilhões de dólares ao programa de ajuda à Europa.
1999 – Reaberto o edifício do Reichstag em Berlim, para abrigar o Parlamento Alemão. O prédio tinha sido incendiado pelos nazistas em 1933 e devastado durante a II Guerra Mundial.

20 de Abril
1851 – José Rufino Echenique é eleito presidente do Peru.
1965 – A China oferece apoio ao Vietnã do Norte contra a agressão dos Estados Unidos.
1987 – Autorizada nos Estados Unidos o registro de patentes sobre novas formas de vida obtidas por manipulação genética.

21 de Abril
1918 – Derrubado o avião do barão Richthofen (foto), o mais temido piloto alemão, conhecido como “Barão Vermelho” por ter derrubado oitenta aviões inimigos durante a Primeira Guerra Mundial.
1945 – A artilharia soviética bombardeia Berlim, durante a Segunda Guerra Mundial.
1990 – João Paulo II inicia sua primeira visita ao leste europeu, após a queda do muro de Berlim.

22 de Abril
1915 – Pela primeira são utilizados gases asfixiantes como arma de guerra, durante a Primeira Guerra Mundial.
1981 – Eclode uma greve que mobiliza dez mil mineiros no Chile.
1994 – Morre o ex-presidente norte-americano Richard Nixon.

23 de Abril
1616 –
Morre o dramaturgo inglês William Shakespeare, um dos maiores autores da história, tendo criado obras universais como “Romeu e Julieta”, “Hamlet”, “Macbeth”, “Rei Lear” e “Othello”.
1952 – Transmitida, ao vivo, pela televisão norte-americana, a explosão da bomba atômica mais potente testada até então.
1967 – Explode no espaço a nave espacial Soyuz, matando o seu piloto, Vladimir Komarov.

24 de Abril
1854 – Casamento do imperador Francisco José da Áustria com Elizabeth de Wittelsbach, a famosa Sissi.
1916 – Eclode uma grande rebelião em Dublin, na Irlanda, contra a autoridade britânica.
1950 – A Jordânia anuncia a anexação da Cisjordânia, incluindo o setor oriental de Jerusalém, que se torna uma cidade dividida.

25 de Abril
1945 – Celebrada a primeira conferência de São Francisco. Cerca de cinqüenta nações representadas na conferência assinaram a Carta das Nações Unidas, que após ter sido ratificada, dá origem oficialmente à Organização das Nações Unidas (ONU), em 24 de outubro de 1945.
1974 – Eclode a Revolução dos Cravos, em Portugal, pondo fim à ditadura de mais de quatro décadas do regime salazarista.
1982 – Israel devolve ao Egito o controle sobre a península do Sinai, ocupada desde 1967, em cumprimento dos tratados de paz assinados em 1979.

26 de Abril
1937 – Os nazistas bombardeiam Guernica, na Espanha, durante a Guerra Civil Espanhola.
1986 – Explode um reator na central nuclear de Chernobyl, na Ucrânia, formando uma grande nuvem radioativa que se estendeu por vários países vizinhos, provocando o maior acidente nuclear de todos os tempos.
1994 – Nelson Mandela ganha com o seu partido, o Conselho Nacional Africano, as primeiras eleições multirraciais da África do Sul, com 62,6% dos votos.

27 de Abril
1945 – Proclamada a segunda República da Áustria e a sua independência da Alemanha nazista, que a anexara em 1938.
1960 – Proclamada a independência do Togo, no continente africano.
1992 – Sérvia e Montenegro proclamam a nova República Federal da Iugoslávia.

28 de Abril
1945 – Benito Mussolini e a sua amante Clara Petacci, são executados por integrantes do Comitê de Libertação da Alta Itália.
1969 – De Gaulle deixa o cargo de presidente da França.
1974 – Mário Soares regressa a Portugal, vindo do exílio em Paris (foto).

29 de Abril
1876 – Concedido, pelo Parlamento britânico, à rainha Vitória, da Inglaterra, o título de Imperatriz da Índia.
1922 – Entra em vigor o código penal argentino, sancionado em 30 de setembro de 1921.
1954 – Negada ajuda militar norte-americana à França, na Indochina.

30 de Abril
1789 – George Washington é eleito o primeiro presidente dos Estados Unidos.
1945 – Adolf Hitler e a sua companheira Eva Braun, com quem se casara momentos antes, suicidam-se em Berlim.
1975 – Queda de Saigon, pondo fim à sangrenta Guerra do Vietnã.

Abris na História do Brasil

01 de Abril
1641 – Amador Bueno é aclamado rei dos paulistas, mas não aceita a honraria e declara-se fiel à Coroa portuguesa.
1808 – Tem início em Pernambuco a Sublevação dos Marimbondos.
1808 – O príncipe regente d. João libera o estabelecimento de fábricas e manufaturas no Brasil.

02 de Abril
1776 – A coroa portuguesa reconquista o atual Rio Grande do Sul, que estava sob o domínio espanhol desde 1763.
1964 – Ranieri Mazzilli assume a presidência da República, após a deposição do presidente João Goulart.

03 de Abril
1817 – A bandeira da Revolução Pernambucana, contra o governo central, é abençoada no Recife.
1832 – Irrompe no Rio de Janeiro uma sedição militar, comandada pelo Partido Exaltado, com o objetivo de derrubar a regência.
1917 – Navio brasileiro é afundado por submarino alemão na costa da França, fato tido como o estopim para a entrada do Brasil na Primeira Guerra Mundial.

04 de Abril
1755 – D. José, rei de Portugal, concede privilégios a portugueses que se casem com índias brasileiras.
1835 – É fundada em Niterói (RJ), a primeira Escola Normal do país, para a formação de professores primários.
1849 – Cai o último foco de resistência dos remanescentes da Revolução Praieira em Água Preta, Pernambuco.

05 de Abril
1968 – A Frente Ampla, aliança política criada por Juscelino Kubitschek, João Goulart e Carlos Lacerda, é extinta pelo governo militar.
1982 – O filme Pra Frente Brasil, de Roberto Farias, que denunciava torturas, é censurado pelo regime militar.
1993 – A Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) é privatizada em leilão.

06 de Abril
1831 – Antes de partir para Portugal, d. Pedro I nomeia José Bonifácio tutor dos seus filhos Francisca, Januária e Pedro de Alcântara, herdeiro do trono brasileiro.
1890 – Nasce no Porto, em Portugal, Serafim Leite, autor da História da Companhia de Jesus no Brasil, obra fundamental para o estudo dos jesuítas no Brasil.
1892 – Aparece publicamente pela primeira vez, no Rio de Janeiro, o Manifesto dos Generais, datado de 31 de março.

07 de Abril
1831 – D. Pedro I abdica do trono do Brasil em favor de seu filho, d. Pedro de Alcântara, futuro d. Pedro II.
1835 – Com o fim da Regência Trina, eleita após a abdicação de d. Pedro I, o padre Diogo Feijó é eleito regente único do Brasil.

08 de Abril
1832 – Charles Darwin visita a Praia Grande (Niterói) e a Baía de Guanabara.
1843 – Nasce no Piemonte, Itália, Ângelo Agostini, pintor, desenhista, caricaturista e editor, famoso por suas sátiras políticas.
1970 – Onda de invasões e saques a mercados por flagelados da seca no Ceará, Rio Grande do Norte, Pernambuco e Piauí.

09 de Abril
1812 – Morre em Moçambique, na África, o inconfidente Tomás Antonio Gonzaga.
1891 – Circula no Rio de Janeiro, pela primeira vez, o Jornal do Brasil.

10 de Abril
1850 – Morre no Rio de Janeiro frei Antonio de Arrábida, bibliotecário da Biblioteca Nacional e Pública de 1822 a 1831.
1984 – Comício das Diretas Já! reúne cerca de 1 milhão de pessoas em frente à igreja da Candelária, no Rio de Janeiro.
1989 – Polícia sufoca motim de 800 presos em Corumbá (MS), que deixou um saldo de 12 mortos.

11 de Abril
1917 – O Brasil rompe relações diplomáticas com a Alemanha.
1935 – Os militantes comunistas Luiz Carlos Prestes e Olga Benário chegam ao Brasil usando passaportes falsos.
1990 – O Plano Collor I é aprovado pelo Congresso Nacional, e confisca a poupança dos brasileiros por um ano e meio.

12 de Abril
1972 – Tem início a Guerra do Araguaia, após um ataque do Exército a militantes do PC do B.
1972 – É criado por decreto o Parque Nacional da Chapada dos Guimarães (MT).

13 de Abril
1831 – D. Pedro I parte do Rio de Janeiro, rumo a Portugal, com o objetivo de depor do trono seu irmão d. Miguel.
1917 – Navios alemães ancorados no Brasil são confiscados em represália ao afundamento de um navio brasileiro na Europa, durante a Primeira Guerra Mundial.

14 de Abril
1832 – Começa em Recife, Pernambuco, o movimento revolucionário conhecido como “Abrilada”.
1857 – Nasce no Maranhão, Aluísio Azevedo, um dos principais escritores do naturalismo brasileiro, autor de O Cortiço.
1945 – A Força Expedicionária Brasileira (FEB) conquista Montese, importante rota de fuga para o exército alemão, na Segunda Guerra Mundial.

15 de Abril
1905 – Sessão de abertura do I Congresso Operário, no Rio de Janeiro.
1940 – Juscelino Kubitschek é nomeado prefeito de Belo Horizonte (MG).
1965 – Castelo Branco toma posse como presidente do Brasil com base no Ato Institucional nº 1.

16 de Abril
1866 – O exército brasileiro, após as primeiras batalhas, consegue invadir o território paraguaio. 1968 – Após uma semana de greve, metalúrgicos de Contagem (MG) conseguem 10% de reajuste salarial.
1984 – Realiza-se em São Paulo, o comício pelas Diretas Já!, reunindo 1,7 milhão de pessoas.

17 de Abril
1823 – Primeira reunião da Assembléia Constituinte, que meses depois seria dissolvida por d. Pedro I.
1996 – Confronto em Eldorado dos Carajás entre policiais e integrantes do MST deixa 19 mortos.

18 de Abril
1792 – Lavrada, no Rio de Janeiro, a sentença dos implicados na Inconfidência Mineira.
1945 – Promulgação do decreto-lei que cria o Instituto Rio Branco.
2001 – O Senado abre processo para investigar senadores envolvidos no escândalo da violação do painel eleitoral, tendo como conseqüência as renúncias de José Roberto Arruda e Antonio Carlos Magalhães.

19 de Abril
1648 – Primeira batalha dos Guararapes, em Pernambuco, entre tropas portuguesas e holandesas.
1882 – Nasce em São Borja (RS) Getúlio Vargas, líder da Revolução de 1930 e presidente do Brasil em duas ocasiões (1930 – 1945 e 1951 – 1954).

20 de Abril
1923 – Fundada no Rio de Janeiro a Rádio Sociedade do Rio de Janeiro, primeira estação de rádio do Brasil.
1997 – Galdino Jesus dos Santos, índio pataxó, é incendiado enquanto dorme, em Brasília, por um grupo de jovens que alegam, em sua defesa, tê-lo confundido com um mendigo.

21 de Abril
1792 – Enforcado no Rio de Janeiro Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes.
1821 – Adoção da Constituição espanhola em caráter temporário, enquanto não vigora a nova Carta redigida pelas Cortes de Lisboa.
1960 – A capital federal é instalada em Brasília.

22 de Abril
1500 – A frota portuguesa comandada por Pedro Álvares Cabral chega à atual região de Porto Seguro, no Brasil.
1972 – Restos mortais de d. Pedro I são trazidos de Portugal para o Brasil e sepultados no Monumento do Ipiranga.

23 de Abril
1933 – A Ação Integralista Brasileira (AIB), organização inspirada no fascismo italiano, faz o seu primeiro desfile em São Paulo.
1946 – Polícia fecha sede do Partido Comunista Brasileiro (PCB) e dispersa um comício no centro do Rio de Janeiro.

24 de Abril
1827 – João Caetano, um dos principais atores do Brasil no século XIX, estréia no teatro em Itaboraí (RJ).
1830 – Inauguração da Sociedade de Medicina do Rio de Janeiro.
1982 – Morre em São Paulo o historiador Sérgio Buarque de Holanda, autor de Raízes do Brasil, publicado em 1936.

25 de Abril
1767 – Nasce no Rio de Janeiro Luiz Gonçalves dos Santos, o Padre Perereca.
1775 – Nasce na Espanha, Carlota Joaquina de Bourbon, que seria rainha de Portugal e mãe de d. Pedro I.
1978 – Em sua 16ª Assembléia Geral, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) reivindica o estado de direito e a libertação dos presos políticos.

26 de Abril
1500 – Celebrada por Frei Henrique de Coimbra a primeira missa no Brasil.
1821 – Parte do Rio de Janeiro a esquadra que conduziu d. João VI de volta a Portugal.
1935 – Lançado no Rio de Janeiro o jornal A Manhã, favorável à Aliança Nacional Libertadora (ANL), organização de orientação comunista e opositora ao governo Vargas.

27 de Abril
1872 – Abolida por d. Pedro II a cerimônia do beija-mão, em uso no Brasil desde a chegada do seu avô d. João VI.
1892 – Negado hábeas corpus aos 46 presos acusados de homenagear Deodoro da Fonseca, ex-presidente, que estava doente.

28 de Abril
1928 – Fundada no Rio de Janeiro, por iniciativa do compositor Cartola e outros sambistas, a escola de samba Estação Primeira de Mangueira.
1945 – Soldados alemães e italianos se rendem à Força Expedicionária Brasileira em Fornovo, na Itália.

29 de Abril
1754 – Ataque guarani, liderado por Sepé Tiaraju, ao Forte do Rio Pardo, no Rio Grande do Sul.
1843 – Nasce na Paraíba, Pedro Américo, pintor, autor do quadro Independência ou Morte!, de 1888.
1945 – Rendição incondicional da 148ª Divisão de Infantaria Alemã ao 6º Regimento de Infantaria da FEB em Fornovo, na Itália, durante a Segunda Guerra Mundial.

30 de Abril
1825 – Executado no Recife, o padre Mororó, adepto da Confederação do Equador, de 1824, movimento contrário ao centralismo político de d. Pedro I.
1854 – Inaugurado o primeiro trecho da Estrada de Ferro Mauá, a primeira construída no Brasil.
1897 – Nasce em Volta Grande (MG), Humberto Mauro, autor do filme O Descobrimento do Brasil, em 1937, inspirado na carta de Pero Vaz de Caminha.

Nascidos em Abril

01 de Abril
Ali MacGraw, atriz norte-americana
Ana Maria Braga, jornalista e apresentadora brasileira
Debbie Reynolds, atriz norte-americana
Jane Powell, atriz e dançarina norte-americana
Milan Kundera, escritor tcheco
Otto Von Bismarck, líder político alemão
Toshiro Mifune, ator chinês

02 de Abril
Alec Guinness, ator britânico
Andrea Avancini, atriz brasileira
Emile Zola, escritor francês
Hans Christian Andersen, escritor dinamarquês
Mauro Mendonça, ator brasileiro
Paulo Zulu, modelo brasileiro

03 de Abril
Alec Baldwin, ator norte-americano
Clarice Abujamra, atriz brasileira
Doris Day, atriz e cantora norte-americana
Eddie Murphy, ator norte-americano
Leslie Howard, ator britânico
Luís de Sttau Monteiro, escritor portuguê
Marlon Brando (foto), ator norte-americano
Maria Clara Machado, escritora e teatróloga infantil brasileira
Marsha Mason, atriz norte-americana
Maurício Mattar, ator e cantor brasileiro

04 de Abril
Anthony Perkins, ator norte-americano
Cazuza, cantor e compositor brasileiro
Dionísio Azevedo, ator brasileiro
Heath Ledger, ator australiano
Marguerite Duras, escritora francesa (nascida na Indochina)
Maria II de Portugal, rainha portuguesa nascida no Brasil
Robert Downey Jr, ator norte-americano

05 de Abril
Bette Davis (foto), atriz norte-americana
Carmem Silva, atriz brasileira
Gregory Peck (foto), ator norte-americano
Lizandra Souto, atriz brasileira
Peter Greenaway, cineasta britânico
Roger Corman, cineasta norte-americano
Spencer Tracy (foto), ator norte-americano
Thomas Hobbes, filósofo inglês
Vicente de Carvalho, poeta e contista brasileiro

06 de Abril
Cacilda Becker, atriz brasileira
Juan Alba, ator brasileiro
Nívea Stelmann, atriz brasileira
Rafael, pintor renascentista italiano

07 de Abril
Billie Holiday, cantora norte-americana
Francis Ford Coppola, cineasta norte-americano
Gabriela Mistral, escritora chilena
Jackie Chan, ator e cineasta chinês
James Garner, ator norte-americano
José de Almada Negreiros, pintor, poeta e escritor português nascido em São Tomé e Príncipe
Russell Crowe, ator neozelandês

08 de Abril
Dulce Pontes, cantora portuguesa
John Gavin, ator norte-americana
Mary Pickford, atriz norte-americana
Patricia Arquette, atriz norte-americana

09 de Abril
Charles Baudelaire, poeta francês
Dennis Quaid, ator norte-americano
Jean-Paul Belmondo, ator francês
Mazzaropi, ator brasileiro

10 de Abril
Noite Ilustrada, cantor e compositor brasileiro
Omar Sharif, ator egípcio
Max Von Sydow, ator sueco
Steven Seagal, ator norte-americano

11 de Abril
Emílio Ribas, médico sanitarista brasileiro
João I de Portugal, grão-mestre da Ordem da Avis, 10º rei de Portugal
Joel Grey, ator norte-americano

12 de Abril
Andy Garcia, ator cubano
Chico Anysio, ator e humorista brasileiro
Herbie Hancock, músico e compositor norte-americano
Montserrat Caballé, cantora lírica espanhola
Oswaldo Louzada, ator brasileiro
Raul Pompéia, escritor brasileiro
Walter Salles Jr, cineasta brasileiro

13 de Abril
Catarina de Médici, rainha da França nascida na Itália
Don Adams, ator norte-americana
Howard Keel, ator e cantor norte-americano
Ivone Lara, cantora e compositora brasileira
Samuel Beckett, escritor e dramaturgo irlandês

14 de Abril
Adrien Brody, ator norte-americano
Aluísio de Azevedo, escritor brasileiro
Humberto Martins, ator brasileiro
Julie Christie, atriz britânica nascida na Índia

15 de Abril
Claudia Cardinali (foto), atriz italiana
Elizabeth Montgomery, atriz norte-americana
Emma Thompson, atriz britânica
Fernando Pessa, jornalista português
Gabriela Duarte, atriz brasileira
Leonardo da Vinci, cientista e pintor italiano
Vida Alves, atriz brasileira

16 de Abril
Charles Chaplin, cineasta e ator britânico
Ellen Barkin, atriz norte-americana
Martin Lawrence, ator e diretor americano nascido na Alemanha
Peter Ustinov, ator britânico
Rita Ribeiro, atriz e cantora portuguesa

17 de Abril
Benedito Ruy Barbosa, novelista brasileiro
Louise Cardoso, atriz brasileira
Márcio Garcia, ator e apresentador brasileiro
Odete Lara, atriz e cantora brasileira
Olivia Hussey, atriz argentina
William Holden (foto), ator norte-americano

18 de Abril
Antonio Fagundes, ator brasileiro
James Woods, ator norte-americano
Jean-Baptiste Debret, pintor e desenhista francês
Márcia Haydée, bailarina clássica brasileira
Monteiro Lobato, escritor brasileiro
Rick Moranis, ator canadense

19 de Abril
Armando Bógus, ator brasileiro
Dudley Moore, ator britânico
Getúlio Vargas, ex-presidente brasileiro
Jayne Mansfield, atriz norte-americana
Lygia Fagundes Telles, escritora brasileira
Manuel Bandeira, poeta brasileiro
Roberto Carlos, cantor e compositor brasileiro

20 de Abril
Adolf Hitler, ditador austríaco
Augusto dos Anjos, poeta brasileiro
Aurora Miranda, cantora brasileira
Barão do Rio Branco, personagem histórico do Brasil
Harold Lloyd, ator norte-americano
Jessica Lange, atriz norte-americana
Joan Miró, pintor e escultor espanhol
Míriam Pires, atriz brasileira
Rosa Lobato Faria, atriz e escritora brasileira
Ryan O'Neal, ator norte-americano

21 de Abril
Ana Lúcia Torre, atriz brasileira
Andie MacDowell, atriz norte-americana
Anselmo Duarte, ator e diretor brasileiro
Anthony Quinn,ator mexicano
Elizabeth II, rainha da Grã-Bretanha
Hilda Hilst, escritora brasileira
Marcel Camus, escritor francês
Mário Covas, político brasileiro

22 de Abril
Carlota Joaquina, princesa do Brasil e rainha de Portugal nascida na Espanha
Immanuel Kant, filósofo alemão
Jack Nicholson, ator norte-americano
Vladimir Lenin, político russo

23 de Abril
Herval Rossano, ator e diretor brasileiro
Lee Majors, ator norte-americano
Pixinguinha, compositor brasileiro
Sandra Dee, atriz norte-americana
Shirley Temple, atriz e diplomata norte-americana
William Shakespeare, escritor britânico

24 de Abril
Agildo Ribeiro, ator e comediante brasileiro
Barbra Streisand, atriz e cantora norte-americana
Canto e Castro, ator português
Jill Ireland, atriz norte-americana
Shirley MacLaine, atriz norte-americana

25 de Abril
Agostinho dos Santos, cantor e compositor brasileiro
Al Pacino, ator norte-americano
Ella Fitzgerald, cantora norte-americana
Janete Clair, novelista brasileira
Renée Zellweger, atriz norte-americana

26 de Abril
Eugène Delacroix, pintor francês
Ludwig Wittgenstein, filósofo e escritor austríaco
Mariana Ximenes, atriz brasileira
Morris West, escritor australiano

27 de Abril
Anouk Aimée, atriz francesa
Marisa Gata Mansa, cantora brasileira
Samuel F. Morse, norte-americano inventor do código morse

28 de Abril
Ann-Margret, atriz sueca
Antonio Salazar, político e ditador português
José Malhoa, pintor e desenhista português
Nair Bello, atriz brasileira
Oskar Schindler, empresário tcheco famoso por ajudar judeus perseguidos
Pénelope Cruz, atriz espanhola
Saddam Hussein, ditador iraquiano
Stênio Garcia, ator brasileiro

29 de Abril
Andre Agassi, tenista norte-americano
Celeste Holm, atriz norte-americana
Daniel Day-Lewis, ator irlandês
Duke Ellington, músico e compositor norte-americano
Hirohito, imperador japonês
Jerry Seinfeld, ator e humorista norte-americano
Michelle Pfeiffer (foto), atriz norte-americana
Nana Caymmi, cantora brasileira
Tom Ewell, ator norte-americano
Uma Thurman, atriz norte-americana
Vinícius Cantuária, cantor e compositor brasileiro
Zubin Mehta, músico e maestro indiano

30 de Abril
Bráulio Pedroso, dramaturgo e novelista brasileiro
Burt Young, ator norte-americano
Cloris Leachman, atriz norte-americana
Dorival Caymmi, cantor e compositor brasileiro
Floriano Peixoto, militar e ex-presidente brasileiro
Jill Clayburgh, atriz norte-americana
Kisten Dunst, atriz norte-americano
Ricardo Linhares, autor de novelas brasileiro
Willie Nelson, compositor e cantor norte-americano

Datas Comemorativas

01 de Abril – Dia da Mentira e Dia do Humorismo
02 de Abril – Dia Internacional do Livro Infanto-Juvenil
02 de Abril – Dia do Propagandista
03 de Abril – Dia da Verdade, Dia do Atuário e Dia do Desporto Comunitário
04 de Abril – Dia Nacional do Parkinsoniano
05 de Abril – Dia do Farmacêutico
05 de Abril – Dia dos Fabricantes de Materiais de Construção
05 de Abril – Dia das Telecomunicações
07 de Abril – Dia do Corretor (Brasil)
07 de Abril – Dia do Jornalista no Brasil (fundação da Associação Brasileira de Imprensa ABI)
07 de Abril – Dia do Médico Legista (Brasil)
07 de Abril – Dia Mundial da Saúde
07 de Abril – Dia Mundial do Combate à Hipertensão
07 de Abril – Dia Mundial da Luta Contra o Fumo
08 de Abril – Dia do Correio
08 de Abril – Dia da Natação
08 de Abril – Dia Mundial de Combate ao Câncer
09 de Abril – Dia Nacional do Aço
10 de Abril – Dia da Engenharia
10 de Abril – Dia do Engenheiro Metalúrgico
12 de Abril – Dia do Obstetra
13 de Abril – Dia do Beijo
13 de Abril – Dia dos Jovens
13 de Abril – Dia do Office-Boy
13 de Abril – Dia do Hino Nacional
14 de Abril – Dia Internacional do Café
14 de Abril – Dia da Tomada de Montese
15 de Abril – Dia Mundial do Desenhista
15 de Abril – Dia da Conservação do Solo (Brasil)
15 de Abril – Dia do Desarmamento Infantil
16 de Abril – Dia do Lions
16 de Abril – Dia da Voz
17 de Abril – Dia Internacional das Lutas Camponesas
17 de Abril – Dia da Botânica
17 de Abril – Dia Nacional de Luta Pela Reforma Agrária
18 de Abril – Dia Nacional do Livro Infantil
18 de Abril – Dia do Amigo
18 de Abril – Dia Internacional do Radioamador
19 de Abril – Dia do Exército Brasileiro
19 de Abril – Dia do Índio
20 de Abril – Dia do Diplomata
20 de Abril – Dia do Disco
21 de Abril – Dia de Tiradentes
21 de Abril – Fundação de Brasília
21 de Abril – Dia da Polícia Civil e Militar
21 de Abril – Dia da Latinidade
21 de Abril – Dia do Metalúrgico
22 de Abril – Descobrimento do Brasil
22 de Abril – Dia da Aviação de Caça
22 de Abril – Dia da Força Aérea Brasileira
22 de Abril – Dia Mundial do Planeta Terra
22 de Abril – Dia da Comunidade Luso-Brasileira
23 de Abril – Dia Mundial do Escoteiro
23 de Abril – Dia Nacional do Choro (estilo musical)
23 de Abril – Dia Mundial do Livro e dos Direitos do Autor
23 de Abril – Dia Nacional da Educação de Surdos
24 de Abril – Dia Internacional do Jovem Trabalhador
24 de Abril – Dia do Agente de Viagem
25 de Abril – Dia do Contabilista (Brasil)
25 de Abril – Dia da Revolução dos Cravos (Portugal)
26 de Abril – Dia do Goleiro
26 de Abril – Dia Nacional da Prevenção e do Combate à Hipertensão
27 de Abril – Dia da Empregada Doméstica
27 de Abril – Dia do Sacerdote
28 de Abril – Dia da Educação
28 de Abril – Dia Nacional da Caatinga
28 de Abril – Dia da Sogra
29 de Abril – Dia Internacional da Dança
30 de Abril – Dia Nacional da Mulher
30 de Abril - Dia do Ferroviário
publicado por virtualia às 23:24
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 9 de Novembro de 2008

OS MESES DO ANO - MARÇO

 

 
Março é o terceiro mês do ano do calendário gregoriano, com 31 dias. Deve o nome ao deus romano Marte. No hemisfério norte é o mês sazonal, responsável pelo equinócio de primavera. Em ambos hemisférios, Março encerra a época da chuva, dando passagem para as estações secas.
Por volta de 21 de Março, o sol cruza o equador celestial, rumo ao norte, é o equinócio de Março, equinócio da primavera no hemisfério norte e equinócio de outono no hemisfério sul.
Março, por ser o mês dedicado a Marte (Mars na Roma antiga), considerada a divindade pai de Rômulo, o fundador da cidade, era o primeiro mês do ano do calendário romano, criado pelo Rei Numa Pompílius, em 700 a.C., que se dizia descendente do deus da guerra. Posteriormente foram acrescentados os meses de inverno, Janeiro e Fevereiro, e Março deixou de ser o primeiro mês do ano por volta de 450 a.C., durante o tempo dos decemviri.
Mês de transição, encerra ciclos com as suas águas, encerrando o inverno no norte e o verão no sul. Em certos anos o carnaval é comemorado no mês de Março, outros em Fevereiro. Também acontece da Páscoa coincidir neste mês, ou no mês de Abril. Março é essencialmente um mês de recomeços, no hemisfério norte, após o inverno rigoroso, o homem volta ao campo. As flores ressurgem pelos bosques. É o renascimento da agricultura.

Marte o Deus da Guerra

Marte ou Mars, foi um dos mais importantes dos deuses cultuados pelos romanos. Quando eles assimilaram os deuses gregos e tomaram para si a características de muitos deles, Marte foi identificado com Ares, o deus da guerra dos helenos.
Na Grécia antiga dois deuses eram cultuados como os da guerra, Ares e Atena. Atena era a deusa da sabedoria, da estratégia das batalhas, protetora dos homens que estavam em campo. Ares era a face destrutiva da guerra, representava a crueldade das batalhas, o sangue derramado, a discórdia sem lados, sem vencedores, apenas o ódio cego das batalhas. Os gregos cultuavam Atena, que protegia as cidades em época de guerra, mas relutavam em cultuar Ares, que não oferecia a sua proteção a cidade alguma, apenas dominava o ódio.
Marte, ao contrário de Ares, era o protetor do povo romano. Tornou-se um deus mais poderoso do que o próprio Júpiter, senhor dos deuses. Quando Roma era apenas uma cidade agrícola, Marte era venerado como um deus da agricultura, responsável pela fúria das tempestades e das inundações no campo. Quando os romanos deixam de ser apenas agricultores e passam a dominar os povos através de batalhas e de guerras, também Marte passa a ser cultuado como o deus da guerra. Ao contrário do Ares grego, que é irracional e cruel, Marte é visto como estrategista, vigoroso, honrado, apesar de também cruel, e que protege os romanos em todas as batalhas na sua expansão pelo mundo. Depois de cada vitória numa batalha, em Roma realizavam-se festas e celebravam o caráter militar da divindade.
Quando Roma assume a posição de centro do mundo antigo, também os seus fundadores deixam de ser simples agricultores e pastores, criando-se a lenda da sua origem divina. Rômulo e Remo, os gêmeos fundadores da cidade, não têm origem comum, mas divina, são filhos do deus Marte. Sendo Marte o pai divino da Cidade Eterna, passa a ser o deus mais importante do império romano.
Impetuoso, Marte teve como amante além de Réia Silvia, mãe dos gêmeos Rômulo e Remo, Vênus, a deusa da beleza e do amor, mulher de Vulcano.
Em seu poema Mês de Março, que conta as aventuras do grande deus, Ovídio (43 a.C. – 18 d.C) invoca-o: “Depostos um momento escudo e lança, solta do elmo a coma luzidia, baixa a meus rogos, belicoso Marte. Pasmas de que um poeta a Marte invoque? De Marte se diz Março e Março eu canto”.

Marços na História do Mundo

01 de Março
1562 – Cerca de 1200 huguenotes (cristãos protestantes) são mortos na França, tragédia que ficou conhecida como o Massacre de Vassy (pintura da foto).
1931 – Seqüestrado o filho do famoso aviador norte-americano Lindbergh.
1952 – Realizadas as primeiras eleições para o Parlamento indiano, dando vitória ao Partido do Congresso de Nerhru.

02 de Março
1836 – O Texas proclama a sua independência do México.
1855 – Morre Nicolau I, czar da Rússia.
1939 – Eugenio Maria Giuseppe Giovanni Pacelli é eleito papa, tornando-se Pio XII.

03 de Março
1861 – Proclamada a emancipação dos servos na Rússia czarista.
1878 – Libertada nos Bálcãs, a Bulgária, após cinco séculos de domínio turco-otomano.
1978 – Roubado do túmulo, o corpo do ator Charles Chaplin, morto em 25 de dezembro de 1977.

04 de Março
1319 – Autorizada, pelo papa João XXII, a criação da Ordem de Cavalaria de Nosso Senhor Jesus, que substitui e herda os bens da extinta ordem dos Templários em Portugal.
1493 – Cristóvão Colombo chega em Lisboa, retornando da viagem que fizera na qual descobrira o continente Americano.
1968 – Pablo Picasso doa a série de quadros inspirada em As Meninas, ao museu de Barcelona que leva o seu nome.

05 de Março
1152 – Frederico I, o Barbaruiva ou Barbaroxa, torna-se imperador do Sacro Império Romano-Germânico.
1933 – O partido nazista ganha as eleições legislativas na Alemanha.
1953 – Morre em Moscou, o líder soviético Josef Stalin, após sofrer uma hemorragia cerebral.

6 de Março
1719 – Violento tremor de terra atinge Lisboa e o Algarve.
1853 – Estréia da ópera La Traviata, de Verdi, no teatro La Fenice, em Veneza.
1899 – Felix Hoffman consegue a patente do seu invento, a aspirina (foto).

07 de Março
1785 – A França cede a ilha de São Bartolomeu para a Suécia.
1906 – Instaurado o voto feminino na Finlândia, sendo este o primeiro país a dar às mulheres o direito ao voto.
2001 – Ariel Sharon torna-se o primeiro ministro de Israel.

08 de Março
1669 – Erupção do vulcão Etna destrói a cidade de Catania e causa a morte de mais de 20 mil pessoas.
1917 – Grandes protestos e greves em São Petersburgo, dão início aos movimentos que culminariam com a Revolução Russa.
1985 – Explosão de um carro bomba mata 96 pessoas em uma mesquita de Beirute, no Líbano.

09 de Março
1796 – Casamento de Napoleão Bonaparte com Josephine de Beauharnais.
1831 – Rei Luís Filipe de Orleans cria, na França, a Legião Estrangeira.
1985 – Em cumprimento à lei da anistia, são libertados no Uruguai, 163 presos políticos.

10 de Março
1910 – O governo imperial chinês extingue a escravidão na China.
1933 – Aberto em Dachau, nos arredores de Munique, o primeiro campo de concentração nazista.
1946 – As mulheres italianas votam pela primeira vez.

11 de Março
1810 – Divorciado de Josephine, o imperador Napoleão Bonaparte casa-se com a arquiduquesa Marie Louise da Áustria.
2001 – O governo talebã do Afeganistão, anuncia à ONU que as estátuas dos budas gigantes de Bamiyán foram destruídos.
2004 – Atentados terroristas por grupos islâmicos atingem Madri, com uma série de explosões em três estações ferroviárias, matando 199 pessoas e deixando mais de 1400 feridas.

12 de Março
1572 – Publicação do poema épico Os Lusíadas, do poeta português Luís de Camões.
1881 – Ocupação de Tunis, norte da África, pela França.
2000 – O papa João Paulo II pede perdão ao mundo pelos pecados da igreja católica.

13 de Março
1325 – Fundada a cidade de Tenochtitlan, a capital do Império Asteca.
1781 – Descoberto o planeta Urano, pelo astrônomo William Herschel.
1933 – Joseph Goebbels é nomeado para o Ministério da Propaganda do III Reich, recém criado na ocasião.

14 de Março
1883 – Morre em Londres, o filósofo e economista alemão Karl Marx, autor da obra O Capital.
1948 – Aprovado pelo senado norte-americano, o Plano Marshall.
2004 – Vladimir Putin é reeleito presidente da Federação Russa, com 71% dos votos.

15 de Março
44 a.C. – Júlio César é assassinado por um grupo de senadores romanos, entre eles o amigo Brutus (na foto, a pintura “A Morte de Júlio César”, de Vincenzo Camuccini).
1917 – Ao final da Revolução de Fevereiro de 1917, o czar Nicolau II é obrigado a abdicar.
1933 – Abolida a Lei Seca, que proibia a venda de bebida alcoólica nos Estados Unidos.

16 de Março
1521 – Fernão de Magalhães, navegador português, chega às Filipinas, onde será morto por nativos meses mais tarde.
1968 – Tropas norte-americanas atacam a aldeia de My Lai e matam 109 vietnamitas, a maioria mulheres e crianças.
1978 – Seqüestrado pelo grupo terrorista Brigadas Vermelhas, o líder político italiano, Aldo Moro, várias vezes primeiro ministro da Itália.

17 de Março
1229 – Frederico II, imperador do Sacro Império Romano, entra em Jerusalém, à frente da VI Cruzada, após conquistar a cidade em um tratado com os sarracenos.
1328 – A Escócia torna-se independente da Inglaterra.
1992 – Eleitores brancos da África do Sul aproavam em referendo, o fim do apartheid no país.

18 de Março
1314 – Queimado vivo na fogueira, em Paris, Jacques de Molay, último grão-mestre dos Templários.
1871 – Início do levantamento da Comuna de Paris.
1992 – Um atentado contra a embaixada de Israel em Buenos Aires, deixa 28 mortos e 250 feridos.

19 de Março
1859 – O naturalista e cientista Charles Darwin conclui o livro A Origem das Espécies.
1987 – Assinado um acordo final em Pequim, para que Portugal devolva o território de Macau à China.
2003 – George W. Bush, presidente dos EUA, lança ataques militares contra o Iraque, iniciando a guerra que deporia o presidente Saddam Hussein.

20 de Março
1815 – Chegada de Napoleão Bonaparte a Paris, dando início aos cem dias do seu segundo reinado.
1957 – Concedido o voto às mulheres na Suíça, pelo Conselho Nacional Suíço.
1995 – A seita Aum Shinrikyo (Verdade Suprema), liderada por Shoko Asahara, lança gás sarin no metropolitano de Tóquio, o atentado mata 12 pessoas e mais de 5500 ficam intoxicadas.

21 de Março
753 a.C. – Fundada a cidade de Roma (foto), segundo a lenda, por Rômulo. A cidade tornar-se-ia um dos maiores impérios do mundo.
1989 – Estudantes chineses começam a protestar contra o governo na Praça da Paz Celestial, em Pequim.
1993 – Inaugurado em Lisboa, o Centro Cultural de Belém.

22 de Março
1832 – Morre em Frankfurt, o escrito Johann Wolfgang Goethe, autor de obras imprescindíveis como Fausto e Os Sofrimentos do Jovem Werther.
1895 – Feita a primeira apresentação pública do cinematógrafo, pelos irmãos Lumière.
1963 – Lançado o primeiro disco dos Beatles, Plesase, Please Me, incluindo o primeiro compacto da banda, Love Me Do, gravado no ano anterior.

23 de Março
1942 – Em retaliação aos ataques no Pacífico, os EUA começam a deslocar dentro do seu território, japoneses e seus descendentes para centros de detenção.
1999 – Encontrado morto Luis Maria Argaña, vice-presidente do Paraguai.
2001 – Após quinze anos no espaço, em órbita, a estação espacial russa MIR, retorna à Terra.

24 de Março
1373 – Assinado tratado de paz de Santarém, entre Dom Fernando e Henrique II de Castela, pondo fim à segunda guerra no reinado de dom Fernando entre Portugal e Castela.
1882 – Isolado o bacilo da tuberculose pelo bacteriologista Robert Koch.
1976 – Um golpe militar na Argentina derruba o governo da presidente Maria Estela Martinez de Perón.

25 de Março
1957 – Assinado o Tratado de Roma, prevendo a criação do Mercado Comum Europeu, ou Comunidade Econômica Européia, a partir de 1 de janeiro de 1958.
1968 – Começa a revolta estudantil na universidade de Nanterre, na França, movimento que culminaria com o Maio de 1968.
1996 – O mal da vaca louca faz com que o Comitê Veterinário da Europa proíba as exportações de carne bovina procedentes da Grã-Bretanha.

26 de Março
1698 – Nove pessoas acusadas de práticas de bruxaria são executadas na Alemanha.
1828 – Primeira e única apresentação em público, em Viena, do compositor austríaco Franz Schubert.
1889 – Descobertas as muralhas da antiga Babilônia, em escavações arqueológicas feitas pelo arqueólogo alemão Robert Koldewey, na região central do Iraque.

27 de Março
1703 – O czar da Rússia, Pedro, o Grande, funda a cidade de São Petersburgo.
1808 – O imperador francês Napoleão Bonaparte, é excomungado pelo papa Pio VII.
1940 – Heinrich Himmler ordena a construção do campo de concentração de Auschwitz, no sul da Polônia.

28 de Março
1767 – Firmado em Marraqueche o primeiro tratado de paz entre a Espanha e o Marrocos.
1941 – Em um ato suicida, a escritora inglesa Virgínia Woolf atira-se ao rio Ouse, morrendo a seguir.
1977 – Pedido formal de Portugal para a sua integração na Comunidade Econômica Européia (CEE).

29 de Março
1908 – A Câmara dos Comuns da Grã-Bretanha concede o direito de voto às mulheres.
1985 – Inaugurada a Mesquita de Lisboa, Portugal (foto).
1987 – Morre Maria Von Trapp, escritora austríaca que inspirou o filme protagonizado por Julie Andrews, “A Noviça Rebelde” ou “Música no Coração”, conforme a tradução.

30 de Março
1853 – Nasce, em Zundert, na Holanda, Vincent Van Gogh, um dos maiores representantes da pintura mundial (na fotografia, "Auto Retrato - Outono de 1887", óleo sobre tela, 47 X 35 centímetros, Museu d'Orsay, Paris, França).
1912 – Assinado o Pacto de Fez, pelo qual o sultão do Marrocos concede à França o protetorado sobre o seu país.
1981 – Atentado contra o presidente dos EUA, Ronald Reagan, em Washington, em tiros auferidos por John W. Hinkley Jr.
1998 – A tradicional Rolls Royce é adquirida pela indústria automobilística alemã BMW, por 570 milhões de dólares.

31 de Março
1492 – Os reis Fernando de Aragão e Isabel de Castela, assinam o decreto de expulsão dos judeus de todas as terras da Espanha.
1821 – Extinto o Tribunal da Inquisição em Portugal, instituído em terras lusitanas desde maio de 1536.
1979 – Declarado um boicote total ao Egito pelos países árabes, em decorrência do governo do Cairo ter assinado um acordo de paz com Israel.

Marços na História do Brasil

01 de Março
1565 – Fundada, por Estácio de Sá, a cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro.
1894 – Iniciada a construção de Belo Horizonte, capital de Minas Gerais.

02 de Março
1821 – Decreto do governo português estabelece a liberdade de imprensa no Brasil.
1850 – Sepultado no Rio de Janeiro, Grandjean de Montigny, primeiro professor de arquitetura do Brasil e autor do projeto do prédio da atual Casa França-Brasil.

03 de Março
1687 – O bandeirante Domingos Jorge Velho faz um acordo com o governo de Pernambuco para comandar a destruição do quilombo de Palmares.
1897 – Comandada pelo coronel Moreira César, vulgo “corta-cabeças”, expedição do Exército brasileiro ataca o arraial de Canudos. O combate termina à noite, com o militar morto e a tropa batendo em retirada.

04 de Março
1612 – Batizado no Rio Grande do Norte, no rito católico, o índio potiguar Felipe Camarão, um dos protagonistas da luta contra o domínio holandês no Nordeste, no século XVII.
1974 – Inaugurada a ponte Presidente Costa e Silva (Rio-Niterói, com 12,9 quilômetros de extensão).

05 de Março
1887 – Nasce no Rio de Janeiro, Heitor Villa-Lobos, que entraria para a história como uma das maiores expressões da música erudita brasileira e mundial.
1979 – Inaugurado, no Rio de Janeiro, o primeiro trecho do metrô carioca, com 5,1 quilômetros de extensão, ligando o bairro da Glória à Praça Onze.

06 de Março
1817 – Deflagrada a Revolução Pernambucana, envolvendo proprietários de terras e de escravos, comerciantes e militares que se opunham ao governo português instalado no Rio de Janeiro.
1855 – Enforcado em Macaé, Rio de Janeiro, Manuel da Mota Coqueiro, vítima de um erro judiciário que selaria o fim da pena de morte no Brasil.

07 de Março
1609 – Criada a Relação do Brasil, tribunal máximo colonial que tinha por objetivo fiscalizar a aplicação das leis portuguesas no Estado do Brasil.
1990 – Morre no Rio de Janeiro, aos 92 anos, o líder comunista Luís Carlos Prestes.

08 de Março
1500 – Celebrada em Portugal missa votiva pela viagem da frota de Pedro Álvares Cabral rumo à Ásia.
1808 – Com uma calorosa recepção, a família real portuguesa desembarca no Rio de Janeiro.

09 de Março
1500 – Parte de Portugal, rumo à Índia, a frota comandada por Pedro Álvares Cabral que no mês seguinte chegaria ao Brasil.
1921 – Promulgado o decreto de desmonte do Morro do Castelo, no centro histórico do Rio de Janeiro. Dele, hoje, resta apenas uma ladeira.

10 de Março
1534 – O rei d. João III, de Portugal, assina a doação da primeira capitania hereditária no Brasil, a Nova Lusitânia (depois chamada Pernambuco).
1826 – Aos 59 anos, morre em Portugal, o rei d. João VI.

11 de Março
1808 – Logo após sua chegada ao Rio de Janeiro, o príncipe d. João organiza o primeiro ministério português nos trópicos.
1911 – Mulher é agredida na rua, no Rio de Janeiro, por trajar uma saia-calça.

12 de Março
1535 – Fundada a Vila de Olinda.
1989 – Morre Ernani do Amaral Peixoto. Genro de Getúlio Vargas e importante político do Estado Novo, governou o Rio de Janeiro entre 1951 e 1955.

13 de Março
1716 – Morre em Salvador, o jesuíta João Antônio Andreoni, autor do livro Cultura e Opulência do Brasil Por Suas Drogas e Minas, de 1711.
1963 – Comício das esquerdas em apoio às reformas de base do presidente João Goulart reúne cerca de 200 mil pessoas em frente à Central do Brasil, no Rio de Janeiro.

14 de Março
1847 – Nasce na Bahia, Castro Alves, o “poeta dos escravos”, uma das maiores expressões da poesia romântica brasileira.
1985 – O presidente eleito Tancredo Neves é internado, 12 horas antes da posse, por causa de uma diverticulite, de que viria a morrer pouco depois.

15 de Março
1789 – Joaquim Silvério dos Reis denuncia ao governador de Minas Gerais supostos conspiradores da Conjuração Mineira.
2001 – Explosões provocam a morte de 11 pessoas e depois o afundamento da maior plataforma marítima da Petrobrás, a P-36, na bacia de Campo (RJ).

16 de Março
1819 – Nasce em Salvador, José Maria da Silva Paranhos, futuro visconde do Rio Branco, responsável pela Lei do Ventre Livre, de 1871.
1919 – Morre no Rio de Janeiro, vítima da gripe espanhola, antes de tomar posse no seu segundo mandato, o presidente eleito Rodrigues Alves.

17 de Março
1825 – Executados no Rio de Janeiro, João Guilherme Ratcliff, Joaquim da Silva Loureiro e João Metrowich, que em 1824 lutaram contra o centralismo político de d. Pedro I no movimento conhecido como a Confederação do Equador.
1967 – O general Emilio Garrastazu Médici assume a chefia do SNI (Serviço Nacional de Informações), um dos órgãos de repressão mais conhecidos do regime militar.

18 de Março
1823 – Carta imperial de d. Pedro I eleva a vila de Vitória, capital da Província do Espírito Santo, à categoria de cidade.
1858 – Inaugurado o primeiro trecho da primeira via asfaltada do Brasil, a estrada União e Indústria, em Petrópolis (RJ).

19 de Março
1870 – Estréia no Teatro Scala, em Milão, Itália, a ópera O Guarani, de Carlos Gomes.
1964 – 500 mil pessoas se reúnem em São Paulo em oposição às medidas populares do presidente João Goulart.

20 de Março
1570 – O rei português d. Sebastião promulga lei contra a escravização de indígenas no Brasil.
1816 – Morre no Rio de Janeiro, aos 81 anos, d. Maria I, a Louca.

21 de Março
1624 – Alvará do rei Filipe III de Portugal (IV de Espanha) cria o Estado do Maranhão, separando-o do Estado do Brasil. A medida visava garantir um maior controle da Coroa sobre a Região Norte.
1823 – Por decreto de d. Pedro I, um mercenário britânico, lorde Cochrane, torna-se o primeiro almirante da marinha brasileira.

22 de Março
1869 – O conde D’Eu é nomeado comandante-em-chefe das tropas brasileiras na Guerra do Paraguai.
1991 – Trabalhador desempregado tenta atacar o presidente Collor com uma faca, em Brasília.

23 de Março
1869 – Após retornar da Guerra do Paraguai, Luís Alves de Lima recebe o título de duque de Caxias.
1935 – Fundada no Rio de Janeiro, a Aliança Nacional Libertadora (ANL), de orientação comunista e opositora do governo Vargas.

24 de Março
1844 – Nasce no Crato, Ceará, Cícero Romão Batista, depois padre Cícero, líder político e religioso durante a República Velha.
1928 – Morre em Washington, o diplomata e historiador Manuel de Oliveira Lima, autor de D. João VI no Brasil, de1908.

25 de Março
1824 – Jurada por d. Pedro I a primeira Constituição do Brasil.
1840 – Último grupo de revoltosos da Cabanagem se rende no Amazonas.

26 de Março
1816 – Chega ao Rio de Janeiro a Missão Artística Francesa, trazendo, entre outros artistas, Jean-Baptiste Debret e Nicolas Antoine Taunay.
1876 – O imperador d. Pedro II embarca para os Estados Unidos, para assistir à Exposição de Filadélfia.

27 de Março
1810 – Alvará liberando no Brasil, a venda de mercadorias pelas ruas e casas, isto é, legalizando o comércio ambulante.
1821 – Começa a circular no Recife a Aurora Pernambucana, primeiro jornal de Pernambuco.

28 de Março
1835 – Lei provincial do Rio de Janeiro eleva a Vila Real da Paria Grande à categoria de cidade, com o nome de Niterói.
1968 – Assassinado por agentes da repressão, no Rio de Janeiro, o estudante Edson Luís. Seu enterro, no dia seguinte, reuniu mais de 60 mil pessoas e desencadeou uma onda de protestos em todo o país contra a ditadura militar.

29 de Março
1549 – Chega à Bahia a esquadra comandada por Tomé de Sousa, primeiro governador-geral do Brasil.
1549 – Chegam à Bahia os primeiros jesuítas.

30 de Março
1922 – Chegam ao Brasil Gago Coutinho e Sacadura Cabral, autores da primeira travessia aérea do Atlântico Sul.
1964 – O presidente João Goulart discursa em favor das reformas de base em assembléia de sargentos no Automóvel Clube, no Rio de Janeiro.

31 de Março
1964 – Golpe civil-militar derruba o governo João Goulart. Conseqüência: 21 anos de ditadura militar.
1964 – Departamento de Estado norte-americano mobiliza navios, aviões e 110 toneladas de armas para assegurar o sucesso do golpe civil-militar que depôs o presidente João Goulart.

Nascidos em Março

01 de Março
Christine Fernandes, atriz brasileira
David Niven, ator britânico
Frédéric Chopin, músico e compositor polonês
Glenn Miller, músico norte-americano
Javier Bardem, ator espanhol
Jorge Aragão, cantor e compositor brasileiro
João Goulart, ex-presidente brasileiro
Marcos Paulo, ator e diretor brasileiro
Maurício do Valle, ator brasileiro
Ron Howard, cineasta norte-americano
Ruy de Carvalho, ator português
Sandro Botticelli, pintor italiano
Yitzhak Rabin, líder político israelense

02 de Março
Amélia Rey Colaço, atriz portugues
Desi Arnaz, ator cubano
Jennifer Jones, atriz norte-americana
Jon Bon Jovi, cantor e músico norte-americano
Mikhail Gorbachev, estadista soviético

03 de Março
Alexander Graham Bell, inventor escocês
Angela Vieira, atriz brasileira
Betty Gofman, atriz brasileira
Jards Macalé, cantor e compositor brasileiro
Jean Harlow (foto), atriz norte-americana
Miranda Richardson, atriz britânica

04 de Março
Antonio Vivaldi, músico e compositor erudito italiano
Carlos Vereza, ator brasileiro
Gabriel o Pensador, cantor brasileiro
Infante D. Henrique, príncipe português, conhecido como o navegador
Tancredo Neves, político brasileiro

05 de Março
Dean Stockwell, ator norte-americano
Heitor Villa-Lobos, músico e compositor brasileiro
Pier Paolo Pasolini, cineasta, poeta e escritor italiano
Rex Harrison (foto), ator britânico
Rosa Luxemburgo, política e filósofa polonesa
Samantha Eggar, atriz britânica

06 de Março
Andrzej Wajda, cineasta polonês
Gabriel García Márquez, escritor colombiano
Michelangelo, pintor e escultor italiano
Natália do Valle, atriz brasileiro
Paulo Figueiredo, ator brasileiro

07 de Março
Anna Magnani, atriz italiana
Danilo Caymmi, músico, cantor e compositor brasileiro
Maurice Ravel, músico e compositor francês
Nívea Maria, atriz brasileira
Piet Mondrian, pintor modernista holandês
Rachel Weisz, atriz britânica
Ziembinski, ator e diretor de teatro brasileiro nascido na Polônia

08 de Março
Aidan Quinn, ator norte-americano
Claire Trevor, atriz norte-americana
Cyd Charisse (foto), atriz norte-americana
Hebe Camargo, apresentadora e cantora brasileira
Letícia Sabatella, atriz brasileira
Marjorie Estiano, atriz brasileira
Neuza Borges, atriz brasileira
Renata Dominguez, atriz brasileira
Tom Cavalcante, humorista brasileiro

09 de Março
Américo Vespúcio, navegador italiano
Iuri Gagarin, astronauta soviético
Juliette Binoche (foto), atriz francesa
Linda Fiorentino, atriz norte-americana
Lucinha Lins, atriz e cantora brasileira
Ornella Muti, atriz italiana
Raul Julia, ator portoriquenho
Suzana Faini, atriz brasileira
Valérie Lamercier, atriz, cantora e diretora francesa

10 de Março
Chuck Norris, ator norte-americano
Lolita Rodrigues, atriz brasileira
Sharon Stone, atriz norte-americana
Tereza Rachel, atriz brasileira

11 de Março
Astor Piazzolla, músico e compositor de tango argentino
Nina Hagen, cantora alemã
Suzy Rêgo, atriz brasileira
Tetê Espíndola, cantora e compositora brasileira
Thora Birch, atriz norte-americana

12 de Março
Barbara Feldon, atriz norte-americana
Deborah Evelyn, atriz brasileira
Janaína Lince, atriz brasileira
Joaquim Cruz, atleta brasileiro
Juliana Silveira, atriz brasileira
Liza Minnelli, atriz e cantora norte-americana
Nádia Lippi, atriz brasileira
Roberto Bonfim, ator brasileiro

13 de Março
Antonio Conselheiro, líder messiânico de Canudos
Lourdes Mayer, atriz brasileira
Neil Sedaka, cantor e compositor americano

14 de Março
Albert Einstein, cientista alemão
Billy Crystal, ator norte-americano
Carlos Heitor Cony, escritor brasileiro
Castro Alves, poeta brasileiro
Glauber Rocha, cineasta brasileiro
Lúcio Mauro, ator e humorista brasileiro
Michael Caine, ator britânico

15 de Março
David Cronenberg, cineasta canadense
Gilberto Freyre, sociólogo, político e escritor brasileiro
Harry James, músico norte-americano
Joaquim de Almeida, ator português
Oswaldo Montenegro, cantor e compositor brasileiro

16 de Março
Bernardo Bertolucci, cineasta italiano
Camilo Castelo Branco, escritor português
Erik Estrada, ator norte-americano
Isabelle Huppert, atriz francesa
Jerry Lewis, ator norte-americano
Juarez Machado, artista plástico brasileiro
Juca de Oliveira, ator e dramaturgo brasileiro
Selma Egrei, atriz brasileira
Sully Prudhomme, poeta francês

17 de Março
Elis Regina, cantora brasileira
Gary Sinise, ator e diretor norte-americano
Kurt Russell, ator norte-americano
Nat King Cole, cantor norte-americano
Patrick Duffy, ator norte-americano
Rob Lowe, ator norte-americano
Rudolf Nureyev, bailarino russo

18 de Março
Chris Couto, atriz e apresentadora brasileira
Giovanna Antonelli, atriz brasileira
Irene Caras, cantora, compositora e atriz norte-americana
John Updike, escritor norte-americano
Júlia Lemmertz, atriz brasileira
Luc Besson, cineasta francês
Peter Graves, ator norte-americano
René Clément, cineasta francês
Rudolf Diesel , inventor franco-germânico
Stéphane Mallarmé, poeta francês

19 de Março
Assis Valente, compositor brasileiro
Bruce Willis, ator norte-americano
Glenn Close, atriz norte-americana
José de Anchieta, jesuíta espanhol
José Serra, político brasileiro
Ursula Andress, atriz suíça
Zezeh Barbosa, atriz brasileira

20 de Março
Darlene Glória, atriz brasileira
Edson Celulari, ator brasileiro
Holly Hunter, atriz norte-americana
Menotti Del Pecchia, escritor e pintor brasileiro
Paulo José, ator brasileiro
Spike Lee, cineasta norte-americano
Theresa Russell, atriz norte-americana
William Hurt, ator norte-americano

21 de Março
Angelina Muniz, atriz brasileira
Ayrton Senna da Silva, corredor de fórmula 1 brasileiro
Gary Oldman, ator e diretor britânico
Johann Sebastian Bach, músico e compositor erudito alemão
Matthew Broderick, ator norte-americano
Rafael Bordalo, desenhista e caricaturista português
Timothy Dalton (foto), ator britânico

22 de Março
Antoon van Dyck, pintor retratista flamingo
Fanny Ardant, atriz francesa
Jorge Benjor, cantor e compositor brasileiro
Karl Malden, ator norte-americano
Lena Olin, atriz sueca
Reese Whitherspoon, atriz norte-americana
Vladimir Brichta, ator brasileiro

23 de Março
Akira Kurosawa, cineasta japonês
Berta Loran, atriz e comediante brasileira nascida na Polônia
Joan Crawford (foto), atriz norte-americana
Lídia Franco, atriz portuguesa
Moacyr Scliar, escritor brasileiro
Sérgio Cardoso, ator brasileiro
Ugo Tognazzi, ator italiano
Walter Forster, ator brasileiro

24 de Março
Dario Fo, escritor, dramaturgo e comediante italiano
Harry Houdini, ilusionista húngaro
Joseph Barbera, criador de desenhos animados norte-americano
Padre Cícero, líder religioso brasileiro
Steve McQueen, ator norte-americano

25 de Março
Aretha Franklin, cantora norte-americana
Elton John, cantor e compositor britânico
Leila Diniz, atriz brasileira
Simone Signoret, atriz francesa

26 de Março
Cláudio Marzo, ator brasileiro
Diana Ross, cantora norte-americana
Juliana Paes, atriz brasileira
Tennessee Williams, dramaturgo americano

27 de Março
Gloria Swanson, atriz norte-americana
Quentin Tarantino, cineasta norte-americano
Renato Russo, cantor e compositor brasileiro
Xuxa Meneghel, apresentadora brasileira

28 de Março
Alexandre Herculano, escritor português
Dirk Bogarde (foto), ator britânico
Mario Vargas Llosa, escritor peruano
Maximo Gorki, escritor Russo
Zizi Possi, cantora brasileira

29 de Março
Braguinha, compositor brasileiro
Christopher Lambert, ator norte-americano
Jorge Fernando, ator e diretor brasileiro
Lima Duarte, ator brasileiro
Pedro Bial, jornalista e apresentador brasileiro
Rugendas, pintor e desenhista alemão
Terence Hill, ator italiano
Vanessa Giácomo, atriz brasileira

30 de Março
Céline Dion, cantora canadense
Denise Saraceni, diretora de televisão brasileira
Fábio Junqueira, ator e diretor brasileiro
Francisco Goya, pintor espanhol
Rosi Campos, atriz brasileira
Vera Zimmerman, atriz brasileira
Vincent Van Gogh, pintor holandês
Warren Beatty (foto), ator norte-americano

31 de Março
Christopher Walken, ator norte-americano
Ewan McGregor, ator britânico
Joseph Haydn, músico e compositor erudito austríaco
René Descartes, filósofo francês
Richard Chamberlain, ator norte-americano
Shirley Jones, atriz e cantora norte-americana

Datas Comemorativas

01 de Março – Dia de São David
02 de Março – Dia Nacional do Turismo
02 de Março – Dia da Oração
03 de Março – Dia do Meteorologista
05 de Março – Dia do Filatelista Brasileiro
07 de Março – Dia do Fuzileiro Naval
08 de Março – Dia Internacional da Mulher
10 de Março – Dia do Telefone
10 de Março – Dia do Sogro
12 de Março – Dia do Bibliotecário
14 de Março – Dia do Vendedor de Livro
14 de Março – Dia dos Animais
14 de Março – Dia Nacional da Poesia
15 de Março – Dia da Escola
15 de Março – Dia Mundial do Consumidor
17 de Março – Dia de São Patrício
19 de Março – Dia de São José
19 de Março – Dia do Marceneiro
19 a 21 de Março – O equinócio chamado de vernal ou equinócio de primavera no hemisfério norte e o equinócio de outono no hemisfério sul ocorre em datas variadas de 19 de Março a 21 de Março (em UTC)
20 de Março – Dia do Contador de Histórias
21 de Março – Dia Universal do Teatro
21 de Março – Dia Internacional Contra a Discriminação Racial
22 de Março – Dia Mundial da Água
23 de Março – Dia Mundial da Meteorolgia
23 de Março – Dia do Paquistão
26 de Março – Dia do Cacau
27 de Março – Dia do Circo
28 de Março – Dia do Diagramador e da Revisão
30 de Março – Dia Mundial da Juventude
30 de Março – Dia da Integração Nacional
31 de Março – Dia da Saúde e da Nutrição

 

publicado por virtualia às 20:09
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 29 de Outubro de 2008

OS MESES DO ANO - FEVEREIRO

 

 
Segundo mês do ano do calendário gregoriano, fevereiro é o menor de todos os meses, trazendo apenas 28 dias em anos normais, 29 dias em anos bissextos, ou seja, de quatro em quatro anos tem um dia acrescentado.
Fevereiro tem a sua origem no antigo calendário romano, quando tinha um dia a mais do que no calendário atual, 29 dias nos anos normais e 30 dias nos anos bissextos. A partir do calendário juliano, perdeu um dia para o mês de agosto, visto que o mês de julho, uma homenagem a Júlio César, tinha 31 dias, quando criaram agosto para homenagear o imperador César Augusto, o seu mês tinha apenas 30 dias, não podendo ser inferior ao mês de Júlio César, foram buscar um dia a fevereiro.
Nos extremos dos dois hemisférios, fevereiro é marcado como o mês mais frio do hemisfério norte e o mais quente do hemisfério sul. O nome vem do latim februarius, inspirado na divindade da mitologia Etrusca Februus, deus da morte e da purificação, cultuado na Roma antiga, onde lhe reservavam todo o último mês do calendário romano. Februus era identificado com Lupercus, Faunus e tardiamente, com o deus Partus. Por ser o mês mais pobre para a agricultura na Roma antiga, era literalmente o mês da purificação (februas). Normalmente é neste mês que acontece o carnaval, uma das festas mais famosas do mundo ocidental contemporâneo, sendo a maior festa realizada no Brasil.

Fevereiros na História do Mundo

01 de Fevereiro
1901 – Nasce em Cadiz, Ohio, Clark Gable, ator norte-americano que protagonizou filmes como “... E o Vento Levou” e “Aconteceu Naquela Noite”.
1958 – Síria e Egito unem-se para formar a República Árabe Unida (RAU), dissolvida em 1961.
1979 – Ruollah Khomeini retorna do exílio na França, sendo recebido com honras e euforia pela população iraniana (na fotografia, momento que Khomeini chegou a Teerã).

02 de Fevereiro
1542 – A expedição de Francisco Orellana descobre o rio Amazonas.
1848 – Assinado o Tratado de Guadalupe Hidalgo, que põe fim à guerra entre os EUA e o México, que cede aos norte-americanos os territórios da Califórnia, Texas, Arizona e Novo México.
1940 – Realizada em Belgrado a Conferência de Paz dos Estados Balcânicos.

03 de Fevereiro
1488 – Bartolomeu Dias dobra o cabo da Boa Esperança.
1863 – Criação dos Estados Unidos da Colômbia, sob o governo de Tomás Cipriano de Mosquera.
1991 – Extinto o Partido Comunista Italiano, após 70 anos de história, mudando a sigla para Partido Democrático da Esquerda.

04 de Fevereiro
1794 – A Convenção Francesa aprova a abolição da escravidão em suas colônias.
1799 – Nasce no Porto, Portugal, João Baptista da Silva Leitão, escritor conhecido como Almeida Garret.
1938 – Hitler proclama-se comandante supremo das forças armadas alemãs.

05 de Fevereiro
1971 – Os astronautas norte-americanos Alan Shefard e Edgard Mitchell, com a Apollo 14, pousam na Lua.
1973 – Os EUA enterram o último soldado morto na Guerra do Vietnã.
1997 – Anunciada, pelos grandes bancos suíços, a criação de um fundo de 71 milhões de dólares para as vítimas do Holocausto e suas famílias, para reparar o dinheiro de judeus em contas desses bancos, roubado durante a Segunda Guerra Mundial.

6 de Fevereiro
1900 – O senado norte-americano ratifica a decisão da Conferência de Paz de Haia, sobre a criação de um Tribunal Penal Internacional.
1918 – A Grã-Bretanha concede o direito de voto às mulheres com mais de 30 anos de idade.
1972 – Anastásio Somoza é reeleito presidente da Nicarágua após eleições fraudulentas.

07 de Fevereiro
1974 – Decretada a independência da ilha de Granada.
1992 – Assinado em Maastricht (Holanda), pelos 12 países da Comunidade Européia, um tratado que abre o caminho da União Européia a 340 milhões de cidadãos.
1999 – Morre, aos 63 anos, o rei Hussein da Jordânia, após quase 47 anos no trono.

08 de Fevereiro
1774 – Criação no Porto, Portugal, de uma fábrica de camurças, pelicas e pergaminhos.
1904 – Ataque noturno de aviões japoneses contra a frota russa no Porto Arthur.
1963 – Após um golpe militar, o presidente do Iraque, Abdel-Karim Kassem, é deposto e morto.

09 de Fevereiro
1556 – Saqueada a cidade de Cartagena das Índias (Colômbia), pelo pirata inglês Francis Drake.
1946 – Anunciado por Stalin, um novo plano para a União Soviética, para que supere o ocidente na produção de petróleo.
1984 – Morre o dirigente político soviético, Yuri Andropov.

10 de Fevereiro
1774 – Por despacho do Marquês de Pombal, é abolida a Inquisição de Goa.
1910 – Encontrado no sul de Tampico, México, o poço Cerro Azul número quatro, considerado até então, o maior produtor petrolífero mundial.
1996 – O computador Deep Blue, da IBM, vence o campeão mundial de xadrez, Gary Kasparov, sendo a primeira vez que a máquina vence o melhor jogador de xadrez do planeta.

11 de Fevereiro
1919 – Eleito Friedrich Ebert, primeiro presidente da República da Alemanha.
1929 – Estabelecido entre a igreja romana e o governo italiano, o Estado independente do Vaticano, através do Tratado de Latrão.
1990 – O líder da ANC (Congresso Nacional Africano) da África do Sul, Nelson Mandela, deixa a prisão após 27 anos de cárcere.

12 de Fevereiro
1554 – Decapitada Lady Jane Grey, rainha da Inglaterra por apenas 9 dias, acusada de alta traição.
1993 – Dois meninos de 10 anos chocam a Inglaterra, quando atraem e matam a pancada, o menino James Bulger, de 2 anos.
1994 – Roubado do museu de Oslo, Noruega, o quadro O Grito, de Edvard Munch (foto).

13 de Fevereiro
1633 – Galileu Galilei é detido pela Inquisição da Igreja.
1965 – Humberto Delgado, líder português de oposição à ditadura salazarista, é assassinado em Badajoz, Espanha, após ter sido raptado pela polícia política portuguesa.
1984 – Constantin Chernienko é eleito secretário geral do Partido Comunista da URSS.

14 de Fevereiro
1956 – Nikita Krushchev denuncia as atrocidades do regime stalinista, no XX Congresso do PCUS.
1988 – Alfredo Stroessner é reeleito, pela oitava vez, presidente do Paraguai.
1989 – O aiatolá Khomeini, líder iraniano, conclama todos os muçulmanos do mundo para executar o escritor indo-britânico Salman Rushdie, acusado de ofender o islamismo por causa do seu livro Os Versos Satânicos.

15 de Fevereiro
1933 – Franklin D. Roosevelt, presidente norte-americano, sofre um atentado em Miami.
1990 – Grã-Bretanha e Argentina restabelecem as relações diplomáticas, rompidas em 1982, com a Guerra das Malvinas.
2003 – Aberto os arquivos secretos do Vaticano, que contam sobre as suas relações com a Alemanha nazista (na foto, Hitler à saída de uma missa, cumprimenta o clero).

16 de Fevereiro
1773 – Abolidas em Portugal, as distinções entre Cristãos Velhos e Cristãos Novos (judeus convertidos após a expulsão, no fim do século XV), ordenando-se queimar todos os registros cadastrais dos cristãos novos.
1918 – Os turcos incendeiam a biblioteca de Bagdá.
1923 – Descoberta no Egito, a câmara funerária do faraó Tutankhamon.

17 de Fevereiro
1772 – Rússia e Prússia firmam acordo secreto para repartir a Polônia.
1904 – Estréia a ópera Madame Butterfly, de Giacomo Puccini.
2004 – Parlamento holandês aprova a expulsão de 26 mil imigrantes.

18 de Fevereiro
1546 – Morre Martinho Lutero, promotor da reforma protestante, que desafiou a igreja católica ao divulgar teses contra os abusos e práticas do clero.
1930 – Descoberto o planeta Plutão, visto pela primeira vez pelo astrônomo Clyde Tomhaugh.
1993 – Mil pessoas morrem em um naufrágio no mar do Caribe.

19 de Fevereiro
1473 – Nasce em Torun, atual Polônia, Nicolau Copérnico, futuro astrônomo e matemático que desenvolveria a teoria heliocêntrica do Sistema Solar (na fotografia, retrato de Copérnico).
1868 – Assassinado Venâncio Flores, presidente do Uruguai.
1906 – Surge a primeira fábrica de flocos de milhos (corn flakes), de William Kellog, alimentação que era dada aos doentes psiquiátricos.
1948 – A Bélgica aprova na Câmara a concessão do voto às mulheres.

20 de Fevereiro
1832 – Charles Darwin visita o arquipélago Fernando de Noronha.
1941 – Nazistas enviam o primeiro grupo de judeus para os campos de concentração.
1986 – A MIR, primeira estação espacial na órbita da terra, é lançada no espaço pela URSS.

21 de Fevereiro
1431 – Iniciado o interrogatório a Joana D’Arc.
1858 – Um grande terremoto destrói a cidade grega de Corinto.
1922 – Declarada a independência do Egito.

22 de Fevereiro
1819 – A Espanha vende a Flórida aos EUA por 5 milhões de dólares.
1828 – Regresso de dom Miguel a Lisboa, que jura a Carta Constitucional, assume a regência e nomeia um novo ministério.
1921 – O general Reza Khan toma Teerã durante a revolução persa.
1967 – O general Suharto toma o poder na Indonésia.

23 de Fevereiro
1807 - O Parlamento britânico aprova a abolição do comércio de escravos.
1919 – Benito Mussolini rompe com o Partido Socialista, fundando o Partido Fascista da Itália.
1934 – Coroação do rei Leopoldo III, da Bélgica.

24 de Fevereiro
1582 – Após algumas reformas, é instituído um novo calendário pelo papa Gregório XIII, chamado de calendário Gregoriano.
1887 – Paris e Bruxelas tornam-se as primeiras capitais a serem interligadas pelo telefone.
1946 – Juan Domingo Perón vence as eleições presidenciais na Argentina.

25 de Fevereiro
1570 – A rainha Elizabeth I, da Inglaterra, é excomungada pelo papa Pio V.
1713 – O rei da Suécia, Charles XII, é feito prisioneiro pelo sultão otomano.
1932 – O austríaco Adolf Hitler torna-se cidadão alemão.

26 de Fevereiro
1848 – Proclamada a Segunda República Francesa.
1885 – Assinatura da Ata Final da Conferência de Berlim, que partilhava a África entre as potências européias.
1980 – Egito e Israel estabelecem relações diplomáticas.
1993 – Explosão mata 6 pessoas no estacionamento das torres do World Trade Center, em Nova York.

27 de Fevereiro
1767 – Os jesuítas são expulsos da Espanha.
1933 – Incêndio destrói o Parlamento Alemão (Reichtag). Os nazistas culpam os comunistas e usam o fato como desculpa para suprir as liberdades civis.
1997 – Legalizado o divórcio na Irlanda.

28 de Fevereiro
1525 – Torturado e executado Cuauhtemoc, último imperador asteca, pelo conquistador espanhol Hernan Cortez.
1986 – Assassinado em Estocolmo, Olof Palme, primeiro ministro sueco (foto).
1996 – A Rússia é admitida como membro do Conselho da Europa.

29 de Fevereiro
1720 – Ulrica, rainha da Suíça, abdica a favor de Frederico I, príncipe de Hesse-Cassel.
1796 – Criada em Portugal, a Real Biblioteca Pública da Corte e do Reino, que seria aberta ao público em maio de 1797.
1916 – Autoridades alemãs dão ordens à sua armada para afundar os navios mercantes das nações inimigas, durante a Primeira Guerra Mundial.

Fevereiros na História do Brasil

01 de Fevereiro
1549 – Embarca em Lisboa, rumo à Bahia, Tomé de Souza, primeiro governador-geral do Brasil. 1974 – Incêndio no edifício Joelma, em São Paulo, matando 188 pessoas.

02 de Fevereiro
1987 – Ulysses Guimarães é eleito presidente da Constituinte.
2001 – Em conflito comercial com o Brasil, o Canadá suspende a importação de carne brasileira, alegando que o gado estaria infectado pelo mal da vaca louca. EUA e México apóiam a medida.

03 de Fevereiro
1867 – Morre, na Alemanha, Maximilian Wied-Neuwied, o príncipe naturalista autor de Viagem ao Brasil.
1998 – Morre o cantor Silvio Caldas, o “caboclinho querido”, intérprete de Chão de Estrelas, entre outros clássicos.

04 de Fevereiro
1725 – Última sessão em Salvador, Bahia, da Academia Brasílica dos Esquecidos, primeira sociedade literária do Brasil.
1885 – Nasce em Taubaté, Georgina de Albuquerque, uma das principais representantes do pós-impressionismo brasileiro.

05 de Fevereiro
1811 – Carta régia do príncipe dom João autoriza a instalação de uma tipografia em Salvador.
1927 – Morre no Rio de Janeiro, Osório Duque Estrada, autor da letra do Hino Nacional Brasileiro.

06 de Fevereiro
1608 – Nasce em Lisboa, Antonio Vieira, que como padre jesuíta se notabilizaria pela ação missionária e seus famosos sermões.
1818 – O príncipe regente dom João é coroado no Rio de Janeiro, com o nome de dom João VI, rei de Portugal, Brasil e Algarves. É a primeira vez que uma cerimônia de coroação acontece nas Américas.

07 de Fevereiro
1640 – Desembarca no Rio Grande do Norte, tropa comandada pelo conde da Torre para lutar contra o domínio holandês no Nordeste.
1827 – Começa a circular o primeiro jornal de São Paulo, o Farol Paulistano.

08 de Fevereiro
1615 – O Convento de Santo Antonio, no Rio de Janeiro, celebra a sua primeira missa.
1649 – Nasce em Lucca, região da Toscana, Itália, João Antonio Andreoni, padre jesuíta que ficaria mais conhecido pelo pseudônimo André João Antonil, autor de Cultura e Opulência do Brasil Por Suas Drogas e Minas.

09 de Fevereiro
1964 – Morre em uma terça-feira de carnaval, o compositor e radialista Ari Barroso, autor de Aquarela do Brasil.
1909 – Nascem em Marco de Canaveses, Portugal, Maria do Carmo Miranda da Cunha, ou Carmen Miranda, a “Pequena Notável”, orgulho da música popular brasileira.
1993 – Lançado nos EUA, o SCDI, primeiro satélite projetado e fabricado no Brasil.

10 de Fevereiro
1792 – Por causa da doença da mãe, dona Maria I, o príncipe dom João assume os destinos do reino de Portugal.
1853 – Morre em Ouro Preto, Maria Dorotéia Joaquina de Seixas, musa de Tomás Antonio Gonzaga e inspiradora do poema Marília de Dirceu, de 1792.

11 de Fevereiro
1883 – O invento de Graham Bell chega a Fortaleza (CE), com a inauguração do serviço de telefonia local.
1907 – Nasce em São Paulo o historiados Caio Prado Júnior, autor do clássico Formação do Brasil Contemporâneo, de 1942.

12 de Fevereiro
1682 – Rei português dom Afonso VI dá a um grupo de negociantes de Lisboa a exclusividade do comércio em todo o Estado do Grão-Pará e Maranhão.
1888 – A princesa Isabel promove em Petrópolis, no carnaval, uma batalha de flores, assumindo publicamente posição contrária à escravidão. Acompanhada pelo marido e filhos, percorre a cidade em um carro aberto promovendo a arrecadação de donativos para a libertação de cativos.

13 de Fevereiro
1922 – Começa em São Paulo, a Semana de Arte Moderna.
1967 – Entra em vigor uma nova moeda, o Cruzeiro Novo.

14 de Fevereiro
1918 – Nasce no Rio de Janeiro, o músico e compositor Jacó do Bandolim.
1980 – Liberado, pelo Conselho de Censura, o filme Encouraçado Potenkim, dirigido em 1925 pelo cineasta soviético Sergei Eisenstein, proibido pelo regime militar desde 1967.

15 de Fevereiro
1709 – Cerca de trezentos paulistas são mortos em Minas Gerais, num episódio da Guerra dos Emboabas.
1710 – Em obediência ao ato real que eleva o antigo arraial à categoria de vila, é erguido um pelourinho me Recife. Seria o estopim da Guerra dos Mascates, na qual lutaram em lados opostos os senhores de engenho de Olinda e os comerciantes de Recife.

16 de Fevereiro
1630 – As tropas do holandês Jonkheer Diederik van Waerdenbuch entram em Olinda e no mês seguinte tomam Recife.
1800 – Inaugurado em Pernambuco o Seminário de Olinda, instituição que irradiou idéias liberais no final do período colonial.

17 de Fevereiro
1816 – Nasce em São João de Ipanema (SP), Francisco Adolfo de Varnhagen, o “historiador da pátria”, autor de vastíssima obra sobre a história do Brasil.
1997 – Morre em Brasília o antropólogo, educador, escritor e político Darci Ribeiro.

18 de Fevereiro
1680 – Sepultado na Holanda, o pintor Franz Post, que deixou registradas belíssimas paisagens do Brasil sob o domínio holandês.
1855 – Organizado pelo Congresso das Sumidades Carnavalescas, desfila no Rio de Janeiro o primeiro bloco carnavalesco de que se tem notícia.

19 de Fevereiro
1649 –Tropas lideradas por portugueses e pernambucanos vencem outra vez os holandeses na segunda batalha dos Guararapes, iniciando o processo de sua expulsão do Brasil.
1963 – Governo brasileiro proíbe a pesca de lagosta no mar territorial do Brasil por empresas francesas. É o início da “Guerra da Lagosta”.

20 de Fevereiro
1567 – Morre no Rio de Janeiro, Estácio de Sá, fundador da cidade, após ser ferido com flecha envenenada em luta contra franceses e tamoios.
1987 – O governo Sarney anuncia a moratória unilateral da dívida externa.

21 de Fevereiro
1647 – Rei português dom João IV, proíbe o consumo de cachaça na Bahia, para proteger os produtores de vinho portugueses.
1945 – Às 17h20, no norte da Itália, soldados da Força Expedicionária Brasileira (FEB) tomam Monte Castelo, importante ponto de passagem dos aliados rumo à Áustria, na Segunda Guerra Mundial.

22 de Fevereiro
1894 – Nasce em São Paulo, Vítor Brecheret, participante da Semana de Arte Moderna de 1922 e um dos principais escultores modernistas brasileiros.
1998 – Desabamento do edifício Palace II, no Rio de Janeiro, faz oito mortos.

23 de Fevereiro
1808 – O príncipe regente dom João cria, por decreto, um curso de ciência econômica no Rio de Janeiro, a ser dirigido por José da Silva Lisboa, futuro conde de Cairu.
2001 – Após 21 dias de boicote, Canadá, EUA e México voltam a importar carne bovina do Brasil.

24 de Fevereiro
1777 – Morre em Lisboa, dom José I, em cujo reinado foram tomadas medidas extremas, como a expulsão dos jesuítas de todos os seus domínios, ordenada pelo marquês de Pombal.
1891 – Promulgada a primeira Constituição republicana do Brasil.

25 de Fevereiro
1551 – Bula Super specula militantis ecclesiae, de Júlio III, cria a diocese do Brasil, com sede na cidade de Salvador.
1761 – Alvará do rei dom José I incorpora todos os bens dos jesuítas à Fazenda Real.

26 de Fevereiro
1821 – Dom João VI é brigado pela guarnição militar do Rio de Janeiro a aprovar, por antecipação, a nova Constituição que era elaborada em Portugal.
1906 – Firmado entre os governos de Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo o Convênio Taubaté. Os signatários se comprometiam a comprar a produção de café e manter o seu preço, queimando o excedente.

27 de Fevereiro
1825 – A Santa Sé reconhece o Império do Brasil como Estado soberano.
1986 – O Decreto-Lei nº 2.283 institui o cruzado como moeda nacional.

28 de Fevereiro
1690 – Rei dom Pedro II de Portugal proíbe exploração de sal no Brasil, para proteger produtores portugueses.
1994 – O ministro da Fazenda Fernando Henrique Cardoso anuncia oficialmente o Plano Real.


Nascidos em Fevereiro

01 de Fevereiro
Boris Iéltsin, líder político russo
Brandon Lee, ator norte-americano
Clark Gable (foto), ator norte-americano
John Ford, cineasta norte-americano
Stuart Whitman, ator norte-americano

02 de Fevereiro
Farrah Fawcett, atriz norte-americana
James Joyce, escritor irlandês
Lenine, cantor brasileiro
Luís Gustavo, ator brasileiro nascido na Suécia

03 de Fevereiro
Dulcina de Moraes, atriz brasileira
Felix Mendelssohn, compositor e músico alemão
Gertrude Stein, poeta e escritora norte-americana

04 de Fevereiro
Alice Cooper, cantor e compositor norte-americano
Almeida Garrett, poeta português
Betty Friedan, ativista feminina norte-americana
Charles Lindbergh, aviador norte-americano
Ida Lupino, atriz e diretora britânica
Natalie Imbruglia, cantora, compositora e atriz australiana
Rodolfo Mayer, ator brasileiro
Rosa Parks, ícone do movimento pelos direitos civis do negro norte-americana
Sérgio Marone, ator brasileiro
Zeca Pagodinho, cantor e compositor brasileiro

05 de Fevereiro
André Citröen, engenheiro e empresário francês
Barbara Hershey, atriz norte-americana
Charlotte Rampling, atriz britânica
Henfil, cartunista brasileiro
Jennifer Jason Leigh, atriz norte-americana
Laura Linney, atriz norte-americana
Red Buttons, ator norte-americano
Regina Duarte, atriz brasileira
William Burroughs, escritor e pintor norte-americano

06 de Fevereiro
Antonio Vieira, padre e escritor luso-brasileiro
Bob Marley, cantor jamaicano
Cláudia Ohana, atriz brasileira
François Truffaut, cineasta francês
Helena Isabel, atriz portuguesa
Jair Rodrigues, cantor brasileiro
Rip Torn, ator norte-americano
Ronald Reagan, ex-presidente norte-americano
Zsa Zsa Gabor, atriz húngara

07 de Fevereiro
Carybé, pintor argentino naturalizado brasileiro
Charles Dickens, escritor norte-americano
Clementina de Jesus, cantora brasileira
Gabriel Braga Nunes, ator brasileiro
James Spader, ator norte-americano
Juliette Gréco, cantora e atriz francesa
Pepeu Gomes, cantor e compositor brasileiro
Sinclair Lewis, escritor norte-americano

08 de Fevereiro
Jack Lemmon (foto), ator norte-americano
James Dean (foto), ator norte-americano
Jules Verne, escritor francês
Lana Turner (foto), atriz norte-americana
Lélia Abramo, atriz brasileira
Mathilda May, atriz francesa
Nick Nolte, ator norte-americano

09 de Fevereiro
Carmen Miranda, cantora e atriz portuguesa nacionalizada brasileira
Joe Pesci, ator norte-americano
Mena Suvari, atriz norte-americana
Mia Farrow, atriz norte-americana
Monique Lafond, atriz brasileira

10 de Fevereiro
Bertolt Brecht, dramaturgo, encenador e poeta alemão
Cauby Peixoto, cantor brasileiro
Francesca Neri, atriz italiana
Henri Castelli, ator brasileiro
Jimmy Durante, ator norte-americano
Laura Dern, atriz norte-americana
Robert Wagner, ator norte-americano

11 de Fevereiro
Burt Reynolds, ator norte-americano
Eva Gabor, atriz húngara
Geraldo Azevedo, cantor e compositor brasileiro
Jennifer Aniston, atriz norte-americana
Joseph L. Mankiewicz, cineasta norte-americano
Leslie Nielsen, ator canadense
Mário Prata, jornalista e escritr brasileiro
Sérgio Mendes, músico e compositor brasileiro
Sidney Sheldon, novelista e roteirista norte-americana
Simone de Oliveira, cantora portuguesa

12 de Fevereiro
Abraham Lincoln, ex-presidente norte-americano
Arsenio Hall, ator e apresentador norte-americano
Charles Darwin, cientista britânico
Christina Ricci, atriz norte-americana
Costa-Gavras, cineasta grego
Dominguinhos, cantor e compositor brasileiro
Franco Zeffirelli, cineasta italiano
Lorne Greene, ator canadense
Martinho da Vila, cantor e compositor brasileiro
Olga Benário Prestes, ativista comunista alemã

13 de Fevereiro
George Segal, ator norte-americano
Kim Novak (foto), atriz norte-americana
Peter Gabriel, músico britânico
Robbie Williams, cantor pop britânico

14 de Fevereiro
Alan Parker, cineasta e ator britânico
Carlos Zara, ator brasileiro
Jacob do Bandolim, músico e compositor brasileiro
Meg Tilly, atriz norte-americana
Vic Morrow, ator norte-americano

15 de Fevereiro
Cesar Romero, ator norte-americano
Florinda Bolkan, atriz brasileira
Galileu Galilei, físico, astrônomo e filósofo italiano
Jane Seymour, atriz britânica
John Barrymore, ator norte-americano
Sylvia Bandeira, atriz brasileira nascida na Suíça

16 de Fevereiro
Carlos Parede, músico e compositor português
Chico Diaz, ator brasileiro nascido no México
Margaux Hemingway, atriz norte-americana
Oscar Schimidt, jogador de basquete brasileiro

17 de Fevereiro
Alan Bates, ator britânico
Arthur Kennedy, ator norte-americano
Ísis Valverde, atriz brasileira
Marcos Rey, jornalista e escritor brasileiro
Rene Russo, atriz norte-amricana
Vic Militello, atriz brasileira

18 de Fevereiro
Christiane Torloni, atriz brasileira
Cybill Shepherd, atriz norte-americana
Enzo Ferrari, empresário italiano fundador da Ferrari
George Kennedy, ator norte-americano
Greta Scacchi, atriz italiana
Jack Palance, ator norte-americano
John Travolta (foto), ator norte-americano
Matt Dillon, ator norte-americano
Milos Forman, cineasta e ator tcheco
Paco Rabanne, estilista espanhol
Priscila Fantin, atriz brasileira
Yoko Ono, cantora e artista plástica japonesa

19 de Fevereiro
Almirante, cantor e compositor brasileiro
André Breton, escritor e poeta francês
Benício Del Toro, ator portoriquenho
Evandro Mesquita, ator e cantor brasileiro
Jeff Daniels, ator norte-americano
Lee Marvin, ator norte-americano
Massimo Troisi, ator italiano
Mateus Carrieri, ator brasileiro
Merle Oberon(foto), atriz norte-americana nascida na Índia
Nicolau Copérnico, astrônomo e matemático polaco

20 de Fevereiro
Cindy Crawford, modelo e atriz norte-americana
Ibrahim Ferrer, músico cubano
Jennifer O'Neill, atriz norte-americana nascida no Brasil
Juan Daniel, ator brasileiro nascido na Espanha
Kurt Cobain, músico e cantor norte-americano
Robert Altman, cineasta norte-americano
Sidney Poitier, ator norte-americano

21 de Fevereiro
Anais Nin, escritora francesa
Fernando Eiras, ator brasileiro
Francisco Manuel da Silva, compositor e maestro brasileiro, autor do Hino Nacional
Hubert de Givenchy, estilista francês
Ivan de Albuquerque, ator brasileiro
Luz Del Fuego, atriz e bailarina brasileira
Nina Simone, cantora norte-americana
Norma Bengell, atriz e cineasta brasileira
Renata Sorrah, atriz brasileira
Roberto Gómez Bolaños, ator e redator mexicano
William Baldwin, ator norte-americano

22 de Fevereiro
Aracy Balabanian, atriz brasileira
Arthur Schopenhauer, filósofo alemão
Débora Falabella, atriz brasileira
Drew Barrymore, atriz norte-americana
Elke Maravilha, modelo e atriz brasileira nascida na Rússia
George Washington, primeiro presidente norte-americano
John Mills, ator britânico
Luis Buñuel, cineasta espanhol
Marcus Caruso, ator e autor de teatro brasileiro
Robert Young, ator norte-americano

23 de Fevereiro
Alexandre Borges, ator brasileiro
Antonio Pompeo, ator brasileiro
George Frederic Handel, músico e compositor alemão
Peter Fonda, ator norte-americano

24 de Fevereiro
Alain Prost, ex-piloto francês de fórmula 1
Billy Zane, ator norte-americano
Cláudio Cavalcanti, ator brasileiro
David Mourão-Ferreira, escritor português
James Farentino, ator norte-americano
Michel Legrand, músco e compositor francês
Pablo Milanés, cantor e compositor cubano
Silvia Pfeifer, atriz e modelo brasileira
Steve Jobs, empresário norte-americano fundador da Apple
Tamara Taxman, atriz brasileira nascida nos Estados Unidos

25 de Fevereiro
Anthony Burgess, escritor e compositor britânico
Césario Verde, poeta português
Enrico Caruso, tenor italiano
Fernanda de Freitas, atriz brasileira
George Harrison, cantor e compositor britânico
Nuno Homem de Sá, ator português
Pierre Auguste Renoir, pintor francês
Regina Casé, atriz e apresentadora brasileira
Tom Courtenay, ator britânico

26 de Fevereiro
Betty Huton, atriz e cantora norte-americana
Isaura Garcia, cantora brasileira
José Mauro de Vasconcelos, escritor brasileiro
Levi Strauss, industrial alemão inventor do jeans
Paulo Pires, ator e modelo português
Rita Ferro, escritora portuguesa
Tony Randall, ator norte-americana
Victor Hugo, escritor francês
Virgílio Castelo, ator e diretor português
Wilson Simonal, cantor brasileiro
Yara Lins, atriz brasileira

27 de Fevereiro
Adam Baldwin, ator norte-americano
Cláudio Corrêa e Castro, ator brasileiro
Elizabeth Taylor (foto), atriz britânica
Joanne Woodward, atriz norte-americana
John Steinbeck, escritor norte-americano
Lúcio Costa, arquiteto e urbanista brasileiro nascido na França
Marilu Bueno, atriz brasileira

28 de Fevereiro
Charles Durning, ator norte-americano
John Turturro, ator norte-americano
Paulo Mendes Campos, jornalista e escritor brasileiro
Vincente Minnelli, cineasta norte-americano
Virgínia Lane, atriz, vedete e cantora brasileira
Zero Mostel, ator norte-americano

29 de Fevereiro
Antonio Sabato Jr, ator italiano
Jaguar, cartunista brasileiro
Michèle Morgan, atriz francesa
Rossini, compositor de ópera italiano

Datas Comemorativas

01 de Fevereiro - Dia do Publicitário
02 de Fevereiro - Dia do Agente Fiscal da Receita Federal
05 de Fevereiro - Dia do Datiloscopista
07 de Fevereiro - Dia do Gráfico
09 de Fevereiro - Dia do Zelador
10 de Fevereiro - Dia do Atleta Profissional
11 de Fevereiro - Dia da Criação da Casa da Moeda do Brasil
11 de Fevereiro - Dia Mundial do Enfermo
13 de Fevereiro - Dia Nacional do Ministério Público
14 de Fevereiro - Dia dos Namorados (Em alguns países europeus e nos EUA)
14 de Fevereiro - Dia da Amizade
16 de Fevereiro - Dia do Repórter
19 de Fevereiro - Dia do Desportista
21 de Fevereiro - Dia da Conquista de Monte Castelo (1945)
23 de Fevereiro - Dia do Rotariano
24 de Fevereiro - Promulgação da primeira Constituição da República do Brasil (1891)
25 de Fevereiro - Dia da criação do Ministério das Comunicações
26 de Fevereiro - Dia do Comediante
27 de Fevereiro - Dia Nacional do Livro Didático
27 de Fevereiro - Dia dos Idosos
publicado por virtualia às 02:44
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 19 de Outubro de 2008

OS MESES DO ANO - JANEIRO

 

 
Primeiro mês do ano, janeiro fez parte do calendário romano, depois do calendário juliano e finalmente, do calendário gregoriano. Tem 31 dias e se dá em pleno inverno do hemisfério norte e verão do hemisfério sul. O nome provém do latim, ianuarius, e era uma homenagem ao deus Jano (Janus).O mês foi introduzido no calendário criado por Numa Pompílio, que na tradição histórica, teria sido o segundo rei de Roma, sucedendo ao seu fundador, o lendário Rômulo. Sabino de origem, Numa Pompílio criou janeiro como o décimo primeiro mês do ano.
Janeiro passou a ser o primeiro mês do ano em 709 de Roma, 45 antes de Cristo. Julio César determinou que o ano deveria começar a partir da primeira lua nova seguida do solstício de inverno, 21 de dezembro no hemisfério norte, que aconteceu oito dias depois naquele ano. Posteriormente foi estabelecido que o mês de janeiro começaria onze dias após o solstício de inverno, permanecendo a regra até os dias atuais.

Jano, o Deus de Duas Faces

Jano é um deus de grande importância na mitologia romana. Ao contrário dos outros deuses romanos, que tinham os seus similares na mitologia grega (Júpiter e Marte da mitologia romana eram Zeus e Ares respectivamente na mitologia grega), Jano é um deus unicamente latino, sem correlatos também na mitologia indo-européia.
Há várias versões sobre a sua origem, mas sem grandes evidências ou concordâncias. Na versão mais tradicional, teria nascido na Cítia, Ásia Menor. Em algumas versões é tido como filho do deus Apolo e Creusa, filha de Ereteu, rei de Atenas.
A lenda de Jano relata que este chegou com a sua frota através do mar Tirreno em terras itálicas, estabelecendo-se no Lácio, fundando a cidade de Janícula. Ao ser destronado por seu filho Júpiter, Saturno exilou-se no Lácio, sendo bem acolhido por Jano. Como agradecimento, Saturno teria dado a Jano o poder de ver o passado e o futuro ao mesmo tempo, sendo dotado da mais alta prudência.
Em Roma Jano era cultuado como a divindade que presidia tudo o que se abria, era o deus tutelar de todos os começos, que regia tudo aquilo que regressava ou que se fechava, patrono de todos os finais. Porteiro celestial, é representado por duas cabeças, que significavam o término e o começo, o passado e o futuro. Era o deus responsável por abrir as portas e o ano. Na Roma antiga a figura de duas cabeças de Jano era posta nas portas das casas. Seu templo tinha as portas abertas em tempo de guerra e fechadas em tempo de paz. Segundo a tradição de guerra que Roma gerou em suas conquistas, as portas só foram fechadas por duas vezes, nos reinados de Numa Pompílio e de Augusto.
Por sua dupla função, recebeu dos romanos dois epítetos principais: Jano Patulcius, ou "aquele que abre" e Jano Clusius, ou "aquele que cerra".

Janeiros na História do Mundo

01 de Janeiro
1622 - O Papado adota o dia 1 de janeiro como início do ano novo, substituindo o dia 25 de Março, dando seguimento às reformas do calendário.
1892 - Aberto o cais da Ilha de Ellis, em Nova York, por onde milhões de imigrantes entrariam nos Estados Unidos (foto).
1973 - Grã-Bretanha, Irlanda e Dinamarca tornam-se membros da Comunidade Econômica Europeia (CEE).

02 de Janeiro
1492 - Capitulada Granada, último reduto muçulmano na península Ibérica, pelos reis católicos Fernando de Aragão e Isabel de Castela.
1905 - Rende-se o exército imperial russo aos japoneses, na Guerra Russo-Japonesa.

03 de Janeiro
1521 - Excomungado Martinho Lutero, pelo papa Leão X.
1959 - O território do Alasca torna-se o 49º estado dos EUA.
1961 - Os EUA cortam relações diplomáticas com Cuba.

04 de Janeiro
1809 - Nasce na França, Louis Braille, que cego desde a infância, inventou o sistema de leitura para cegos.
1960 - Morre em Sens, França, o escritor francês Albert Camus.

05 de Janeiro
1919 - Um grupo de comunistas alemães, dirigidos por Rosa de Luxemburgo e Karl Liebknecht, tentam tomar o poder em Berlim, ocupando alguns edifícios públicos.
1938 - Nasce em Roma, Juan Carlos de Bourbon, neto do último rei da Espanha, que se tornaria o rei da Espanha em 1975, após a morte de Franco.
1968 - Alexander Dubcek torna-se secretário geral do Partido Comunista da Tchecoslováquia, iniciando reformas liberais que entrariam para a história como a Primavera de Praga.

06 de Janeiro
1066 - Harold, conde de Essex, foi coroado rei da Inglaterra, após a morte do cunhado, Edward, o Confessor.
1412 - Nasce em Dorémy, na França, Joana D'Arc.
1990 - Extinto o Partido Comunista da Polônia, que se tornou o Partido Social Democrata.

07 de Janeiro
1610 - Descoberto por Galileu, os quatro satélites de Júpiter: Ganimedes, Europa, Io e Calisto.
1714 - Emitida a patente para a primeira máquina de escrever projetada pelo inglês Henry Mill.
1989 - Após 62 anos de reinado, morre o imperador japonês Hirohito.

08 de Janeiro
1815 - Travada a Batalha de Nova Orleães, entre o exército americano e o exército britânico, no decurso da Guerra de 1812.
1935 - Nasce em Tupelo, no Mississipi, Elvis Presley, que ficaria conhecido como o Rei do Rock.
1959 - Charles De Gaulle é empossado como presidente da República da França.

09 de Janeiro
1908 - Nasce em Paris, Simone Lucie-Ernestine-Marie Bertrand de Beauvoir, escritora francesa, mais conhecida como Simone de Beauvoir.
1913 - Nasce em Yorba Linda, Califórnia, Richard Nixon, que se tornaria o 37º presidente dos EUA.
1960 - Início das obras de construção da barragem de Assuã, no rio Nilo, criando um dos maiores reservatórios do mundo.

10 de Janeiro
1863 - Inaugurada a primeira linha metropolitana, em Londres, que ligava Paddington a Farringdon.
1926 - Estreia, em Berlim, Metropolis, filme de Fritz Lang (foto).
1946 - Realizada a primeira reunião da Assembleia Geral das Nações Unidas, em Londres, contando com delegados de 151 países.

11 de Janeiro
1890 - O governo britânico envia um ultimato ao governo português exigindo a retirada das tropas portuguesas dos territórios africanos entre Angola e Moçambique, dando seguimento ao Mapa Cor de Rosa.
1963 - Inaugurada a primeira discoteca, em Los Angeles, que tinha como nome Whisky-a-Gogo.
1974 - Realizado o recenseamento eleitoral para as primeiras eleições democráticas em Portugal, atingindo mais de 6 milhões de inscritos.

12 de Janeiro
1879 - Começo da Guerra Zulu entre a Grã-Bretanha e tribos nativas da Zululandia, que levou ao fim do Império Zulu, criado por Saka.
1976 - Morre em Wallingford, aos 85 anos, a escritora inglesa Agatha Christie.
1996 - Realizada na Bósnia, a primeira operação militar conjunta russo-americana após a Segunda Guerra Mundial.

13 de Janeiro
1750 - Assinado o Tratado de Madrid, pondo fim aos conflitos entre Portugal e Espanha, no sul meridional da América, definindo os limites do Brasil.
1759 - Executados em Lisboa, o duque de Aveiro e os Távoras, por implicação no atentado contra o rei dom José I.
1893 - Fundado o Partido Trabalhista Independente britânico, tendo James Keir Hardie como dirigente.

14 de Janeiro
1875 - Nasce na Alsácia, o médico e filósofo alemão Albert Schweitzer, prêmio Nobel da paz em 1952.
1943 - Reunião do presidente norte-americano Roosevelt e do primeiro ministro britânico Churchill, em uma conferência dos aliados contra as forças do Eixo, em Casablanca, Marrocos.

15 de Janeiro
69 a.C. - Assassínio do imperador romano Galba, pela Guarda Pretoriana, no Fórum de Roma.
1535 - Henrique VIII torna-se o chefe supremo da igreja da Inglaterra, em ato que provocou a separação da igreja católica romana.
1929 - Nasce em Atlanta, na Geórgia, EUA, Martin Luther King.

16 de Janeiro
1547 - Ivan, o Terrível, grão-príncipe de Moscou, é coroado como o primeiro czar da Rússia.
1979 - Reza Pahlavi, Xá do Irã, pressionado pelas manifestações contra o seu governo, abandona o país.
1991 - Ataques aéreos a Bagdá iniciam a Guerra do Golfo.

17 de Janeiro
1706 - Nasce em Boston, Benjamin Franklin, um dos signatários da declaração de independência dos EUA.
1773 - James Cook, comandante a bordo do navio Resolution, atravessa pela primeira vez o círculo polar Antártico.
1945 - O exército soviético liberta Vasórvia da ocupação nazista.

18 de Janeiro
1919 - Inicia em Versalhes, França, a Conferência de Paz que definia os termos de paz com as nações derrotadas na Primeira Guerra Mundial, com a presença de 70 delegados representando a coligação dos 27 países vitoriosos.
1934 - Revolta de trabalhadores na Marinha Grande, contra o governo de Salazar.

19 de Janeiro
1809 - Nasce em Boston, EUA, o escritor Edgar Allan Poe.
1839 - Nasce em Aix-en-Provence, o pintor francês Paul Cézanne.
1966 - Indira Gandhi torna-se primeira ministra da Índia, substituindo o primeiro ministro morto dias antes.

20 de Janeiro
1936 - Morre George V, rei inglês que devido à Primeira Guerra Mundial, mudou o nome da família real de Saxe-Coburgo-Gotha, para Windsor.
1942 - Reunião da Conferência de Wannsee, em Berlim, dirigida por Rheinhard Heydrich, para coordenar a solução final do problema judeu (Endlosung).
1996 - Yasser Arafat torna-se o primeiro dirigente palestino eleito democraticamente pelo seu povo.

21 de Janeiro
1793 - Executado na guilhotina, Luís XVI, rei francês deposto pela revolução.
1924 - Morte do líder e revolucionário russo Lenin, em Moscou.
1976 - Iniciam-se os voos comerciais do avião supersônico Concorde (foto).

22 de Janeiro
1561 - Nasce o filósofo, político e ensaísta inglês Francis Bacon.
1901 - Morre, após 64 anos de reinado, a rainha Vitória.
1905 - As tropas da guarda imperial russa, por ordem do czar, disparam contra 500 manifestantes, numa ação que foi chamada de Domingo Sangrento.

23 de Janeiro
1918 - Beatificado dom Nuno Álvares Pereira.
1981 - Admitida pela primeira vez, uma mulher na Academia Francesa, a escritora Marguerite Yourcenar.
1937 - Julgados 17 dirigentes comunistas soviéticos, acusados de participação numa tentativa de golpe para derrubar Stalin e o seu regime, organizada por Trotsky.

24 de Janeiro
41 - Assassínio do imperador romano Calígula, durante os Jogos Palatinos.
1965 - Morre o estadista britânco Winston Churchill.
1972 - Encontrado perdido na ilha de Guam, o soldado japonês Shoichi Yokoi, quase 27 anos após o fim da Segunda Guerra Mundial.

25 de Janeiro
1533 - Henrique VIII casa-se pela segunda vez, com Ana Bolena, desafiando o papa de Roma, que se recusou a anular o primeiro casamento.
1947 - Morre de sífilis, em Miami, o gangster Al Capone.
1971 - O general Idi Amin Dada toma o poder em Uganda.

26 de Janeiro
1788 - 11 navios britânicos chegam a Austrália, com 778 prisioneiros a bordo, criando uma colônia penal na baía de Sidney.
1887 - Inicia-se a construção da Torre Eiffel, em Paris.
1996 - A Romênia adere à OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte), sendo o primeiro país do antigo Pacto de Varsóvia a tornar-se membro desta organização.

27 de Janeiro
1832 - Nasce em Daresbury, o escritor inglês Lewis Carroll, autor da obra Alice's Adventures in Wonderland - Alice no País das Maravilhas (foto).
1879 - Patenteada a lâmpada elétrica por Thomas Edson.
1945 - Ocupação do campo de extermínio de Auschwitz, na Polônia, pelo exército soviético.

28 de Janeiro
1547 - Morre Henrique VIII da Inglaterra, sendo sucedido pelo filho, Edward VI.
1871 - Paris rende-se aos exércitos alemães, pondo fim à Guerra Franco Prussiana.
1935 - Legalizado o aborto na Islânida, que se torna o primeiro país do mundo a fazê-lo.

29 de Janeiro
1860 - Nasce na Ucrânia, o dramaturgo Anton Tchecov, autor dentre outras obras, Três Irmãs e Tio Vânia.
1886 - Iventado, por Karl Benz, o primeiro motor de automóvel movido a gasolina.
1919 - Aprovada a 18ª Emenda à Constituição norte-americana, que proibia o fabrico, transporte e venda de bebidas alcoólicas nos EUA.

30 de Janeiro
1649 - Executado o rei inglês Charles I, decapitado após ter sido condenado por traição pelo Parlamento inglês.
1933 - Adolf Hitler é nomeado chanceler alemão pelo presidente Paul Hindenbourg.
1948 - Morre Mahatma Ghandi, assassinado em Nova Déli por um fanático religioso.

31 de Janeiro
1876 - Governo norte-americano obriga os índios a mudarem-se para as reservas indígenas.
1929 - Trotsky, após travar acirrada luta com Stalin pela sucessão de Lenin, é expulso da União Soviética.
1943 - Forças alemãs são cercadas em Stalingrado, rendendo-se ao exército soviético.

Janeiros na História do Brasil

01 de Janeiro
1688 – Morre, em Lisboa, Salvador Correia de Sá e Benevides, defensor dos domínios portugueses no Brasil e em Angola, contra os holandeses.
1852 – Tem início em Pernambuco a Sublevação dos Marimbondos.
1985 – Entra em operação, em Angra dos Reis, a usina nuclear de Angra I.

02 de Janeiro
1826 – Províncias Unidas do Rio da Prata, atual República Argentina, autorizam ataques, durante a Guerra Cisplatina, aos navios brasileiros.
1838 – Instalação do Arquivo Nacional, por ato assinado pelos senadores Bernardo Pereira de Vasconcelos e Pedro de Araújo Lima.

03 de Janeiro
1898 – Nasce em Porto Alegre Luís Carlos Prestes.
1903 – Proibido no Rio de Janeiro, pelo prefeito Pereira Passos, cuspir nas ruas.
1933 – Em São Paulo, primeira reunião pública da Ação Integralista Brasileira, versão nacional do Partido Nacional Socialista alemão.

04 de Janeiro
1558 – Deixa o Rio de Janeiro, de volta à França, o viajante Jean Léry, autor de uma das mais importantes descrições dos índios brasileiros do século XVI.
1808 – Criação da primeira tipografia do Brasil.
1988 – Morre, aos 43 anos, o cartunista Henfil.

05 de Janeiro
1785 – Alvará da rainha Dona Maria I proibindo o funcionamento de fábricas e manufaturas no Brasil, com exceção daquelas destinadas a vestir os escravos.
1869 – Marquês de Caxias, à frente dos aliados, entra na capital paraguaia, Assunção.

06 de Janeiro
1502 – A frota de André Gonçalves chega a Angra dos Reis, Rio de Janeiro.
1821 – Começa a circular em Belém a Gazeta do Pará, primeiro jornal impresso do Estado.
1908 – Iniciada a construção do Forte de Copacabana.

07 de Janeiro
1549 – Carta régia nomeando Tomé de Souza para o cargo de governador geral do Brasil.
1830 – Morre, em Lisboa, Carlota Joaquina, mãe do imperador Dom Pedro I.
1835 – Inicia-se em Belém a revolta contra o centralismo do Império, que ficou conhecida como Cabanagem.

08 de Janeiro
1627 – Alvará do rei Filipe III de Portugal (IV de Espanha) proibindo a acumulação de cargos públicos.
1823 – Criação do regimento dos estrangeiros.
1915 – Avião é usado militarmente no Brasil, pela primeira vez, contra os rebeldes do Contestado.

09 de Janeiro
1610 – Rei Filipe II de Portugal (III de Espanha), proíbe queima de fogos em seus domínios, para evitar desastres.
1822 – O príncipe dom Pedro de Bragança desobedece às cortes de Lisboa e decide ficar no Brasil. Era o dia do Fico.

10 de Janeiro
1681 – Morre João Fernandes Vieira, um dos principais personagens da Restauração Pernambucana de 1654.
1887 – Nasce em Areia, Paraíba, o escritor José Américo de Almeida.
1904 – Nasce no Rio de Janeiro o compositor Lamartine Babo.

11 de Janeiro
1801 – O príncipe dom João proíbe o sepultamento dentro de igrejas e ordena a construção de cemitérios.
1822 – Tendo à frente o comandante das armas da Corte, Jorge de Avilez, a guarnição portuguesa do Rio de Janeiro amotina-se no morro do Castelo e no litoral da cidade, a fim de pressionar dom Pedro a obedecer às decisões do governo português.

12 de Janeiro
1616 – Fundada por Francisco Caldeira Castelo Branco a cidade de Belém do Pará.
1698 – Carta régia do rei dom Pedro II de Portugal mandando transferir para o Rio de Janeiro a Casa da Moeda, que ficava em Salvador.
1923 – Morre no Rio de Janeiro o fotógrafo Marc Ferrez.

13 de Janeiro
1825 – Executado a tiros, em Recife, Frei Caneca, líder da Revolução Pernambucana e da Confederação do Equador.
1937 – Criado por Getúlio Vargas, o Serviço do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, atual IPHAN.

14 de Janeiro
1648 – Morre em Amsterdã Gaspar Barleu, autor de História dos Oito Anos do Governo de Nassau no Brasil, de 1647.
1738 – Fundada no Rio de Janeiro a Casa dos Expostos, para abrigar crianças órfãs e abandonadas.
1957 – Soldados brasileiros embarcam para o canal de Suez, integrando a força de paz da ONU.

15 de Janeiro
1922 – Exumados os restos mortais do fundador do Rio de Janeiro, Estácio de Sá, na igreja de São Sebastião, no morro do Castelo, que estava a ser removido.
1951 – Criado o Conselho Nacional de Pesquisas, transformado em 1974 no Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).
1985 – Tancredo Neves é eleito presidente da República, por via indireta.

16 de Janeiro
1834 – Começa em Recife, Pernambuco, o motim conhecido como Carneirada.
1952 – Inaugurado o Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro (MAM).

17 de Janeiro
1840 – Realizadas no Rio de Janeiro, as primeiras fotografias de que se tem notícia no Brasil.
1973 – Morre em São Paulo a pintora Tarsila do Amaral.

18 de Janeiro
1567 – Mem de Sá chega ao Rio de Janeiro em socorro do seu sobrinho Estácio de Sá, que estava em guerra contra os tamoios e os franceses.
1823 – Criado por decreto, o Batalhão do Imperador, guarda pessoal do chefe de Estado do Brasil.

19 de Janeiro
1892 – Levante comandado pelo sargento Silvino Honório de Macedo, na Fortaleza de Santa Cruz, Niterói.
1958 – Morre no Rio de Janeiro o sertanista Candido Rondon, que trabalhou pela integração das regiões brasileiras via telégrafo e estabeleceu contato com populações indígenas.
1982 – Morre, aos 36 anos, a cantora Elis Regina.

20 de Janeiro
1857 – Inauguração da Sociedade Propagadora das Belas-Artes, no Rio de Janeiro.
1866 – Nasce em Cantagalo (RJ) o escritor Euclides da Cunha.
1983 – Morre Garrincha, bicampeão mundial com a seleção em 1958 e 1962.

21 de Janeiro
1939 – Aberto na Bahia o primeiro poço de petróleo do Brasil

22 de Janeiro
1532 – Fundado o primeiro município do Brasil, a vila de São Vicente, em São Paulo.
1808 – Chega ao porto de Salvador, a bordo da nau Príncipe Real, o príncipe regente dom João, futuro dom João VI, acompanhado da família.
1826 – Dom Pedro primeiro forma o primeiro Senado do Império.

23 de Janeiro
1637 – Chega ao Recife o príncipe Maurício de Nassau, nomeado governador civil e militar dos domínios holandeses no Brasil.
1910 – Morre no Rio de Janeiro, o desenhista Ângelo Agostini, famoso por suas refinadas sátiras políticas.
1963 – É restabelecido o sistema presidencial de governo no Brasil, parlamentarista desde 1961.

24 de Janeiro
1784 – Morre em Lisboa, Santa Rita Durão, autor do poema “Caramuru”.
1903 – Capitulação dos bolivianos em Porto do Acre, pondo fim à Revolução do Acre.
1967 – Promulgada pelo regime militar a quinta Constituição republicana do Brasil.

25 de Janeiro
1554 – Celebrada por padres jesuítas, numa palhoça, a primeira missa em Piratininga. Batizada de Casa de São Paulo, em torno do casebre formou-se a povoação da cidade de São Paulo.
1923 – Início da Revolução de 23 na região da Serra, Rio Grande do Sul.
1934 – Governo de São Paulo cria, por decreto, a Universidade de São Paulo (USP).

26 de Janeiro
1812 – Morre no Rio de Janeiro dom Rodrigo de Souza Coutinho, ministro de dom João VI, primeiro conde de Linhares, responsável pela criação do Banco do Brasil.
1856 – Incêndio destrói completamente o Imperial Teatro de São Pedro de Alcântara, no Rio de Janeiro.

27 de Janeiro
1654 – Capitulação dos holandeses, que entregam a Portugal, Recife, outras praças-fortes litorâneas e a ilha de Fernando de Noronha. Começa a Restauração Pernambucana.
1763 – O Brasil é elevado à categoria de vice-reino pela coroa portuguesa.

28 de Janeiro
1548 – Chega ao Brasil o alemão Hans Staden, famoso pelas descrições da vida dos índios tupinambás no século XVI.
1808 – Dom João abre os portos do Brasil ao comércio com as nações amigas de Portugal.

29 de Janeiro
1890 – Os Estados Unidos reconhecem o recém-instalado governo republicano do Brasil.
1895 – Nasce no Uruguai, Aparício Torelly, jornalista e humorista mais conhecido como barão de Itararé.
1905 – Morre no Rio de Janeiro o abolicionista José do Patrocínio.

30 de Janeiro
1941 – Criação da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN).
1974 – Inaugurado o primeiro trecho, de 1070 quilômetros, da Rodovia Transamazônica.

31 de Janeiro
1951 – Getúlio Vargas toma posse como presidente do Brasil.
1956 – Juscelino Kubitschek toma posse com presidente do Brasil.
1989 – Instituído, pela Lei nº 7730, o Cruzado Novo.

Nascidos em Janeiro

01 de Janeiro
Antonio Sousa Freitas, poeta português
Dana Andrews, ator norte-americano
Drauzio Varela, médico e escritor brasileiro
Frank Langella, ator norte-americano
Maria Della Costa, atriz brasileira
Maurice Béjart, dançarino e coreógrafo francês
Rocky Graziano, pugilista norte-americano
Roberto Rivelino, jogador brasileiro de futebol

02 de Janeiro
Cuba Gooding Jr, ator norte-americano
Débora Duarte, atriz brasileira
Isaac Asimov, escritor e bioquímico russo
Paz Vega, atriz espanhola
Rita Guedes, atriz brasileira

03 de Janeiro
Cícero, filósofo, escritor e político romano
J. R. R. Tolkien, escritor britânico nascido na África do Sul
Luís Carlos Prestes, político comunista brasileiro
Marion Davies, atriz norte-americana
Matheus Nachtergaele, ator brasileiro
Mel Gibson, ator norte-americano
Michael Schumacher, piloto de fórmula 1 alemão
Paulo Vilhena, ator brasileiro
Ray Milland (foto), ator norte-americano
Sergio Leone, cineasta italiano

04 de Janeiro
Casimiro de Abreu, poeta brasileiro
Elias Gleizer, ator brasileiro
Isaac Newton, matemático, físico e astrônomo britânico
Julia Ormond, atriz britânica
Louis Braille, francês criador método Braille
Norton Nascimento, ator brasileiro
Zilda Cardoso, atriz e humorista brasileira

05 de Janeiro
Diane Keaton, atriz norte-americana
George Reeves, ator norte-americano
Humberto Teixeira, compositor brasileiro
Jane Wyman (foto), atriz norte-americana
Jean-Pierre Aumont, ator francês
Juan Carlos I, rei da Espanha, nascido na Itália (Roma)
Júlia Almeida, atriz brasileira
Robert Duvall, ator norte-americano
Umberto Eco, escritor italiano

06 de Janeiro
Anthony Minghella, cineasta britânico
Brandão Filho, ator brasileiro
Carlos Manga, diretor de cinema e televisão brasileiro
Cássia Kiss, atriz brasileira
Gustave Doré, desenhistas e pintor francês
Joana D'Arc, heroína e santa francesa
Loretta Young (foto), atriz norte-americana
Rowan Atkinson, ator britânico
Tom Mix, ator norte-americano

07 de Janeiro
Lady Francisco, atriz brasileira
Luiz Melodia, cantor e compositor brasileiro
Nicette Bruno, atriz brasileira
Nicolas Cage, ator norte-americano

08 de Janeiro
David Bowie, músico e ator britânico
Elvis Presley, cantor e ator norte-americano
Guilherme Fontes, ator brasileiro
Jose Ferrer, ator portoriquenho
Shirley Bassey, cantora britânica
Yvette Mimieux, atriz norte-americana

09 de Janeiro
Domenico Modugno, cantor e ator italiano
Fernando Lamas, ator argentino
Joan Baez, cantora norte-americana
João Cabral de Melo Neto, escritor brasileiro
Lee Van Cleff, ator norte-americano
Paulo Goulart, ator brasileiro
Richard Nixon, ex-presidente norte-americano
Simone de Beauvoir, escritora francesa
Susannah York, atriz britânica

10 de Janeiro
Lamartine Babo, compositor e cantor brasileiro
Marina Montini, atriz e modelo brasileira
Paul Henreid, ator austro-húngaro nascido em Triste (atual Itália)
Rod Stewart, cantor e compositor britânico
Sal Mineo, ator norte-americano

11 de Janeiro
Al Berto, poeta brasileiro
Geraldo Azevedo, cantor e compositor
Oswald de Andrade, escritor brasileiro
Patrícia Pillar, atriz brasileira
Rita Blanco, atriz portuguesa
Rod Taylor, ator australiano
Sergio Porto (Stanislaw Ponte Preta), jornalista e cronista brasileiro

12 de Janeiro
Jack London, escritor norte-americano
Kirstie Alley, atriz norte-americana
Rubem Braga, escritor brasileiro

13 de Janeiro
Orlando Bloom, ator norte- americano
Renato Aragão, ator e humorista brasileiro
Robert Stack, ator norte-americano

14 de Janeiro
Faye Dunaway, atriz norte-americana
Gilberto Martinho, ator brasileiro
Paulo Ubiratan, diretor de televisão brasileiro
Steven Soderbergh, cineasta norte-americana
William Bendix, ator norte-americano

15 de Janeiro
Aristóteles Onassis, magnata grego
Emílio Orciollo Netto, ator brasileiro
João Baptista Figueiredo, ex-presidente brasileiro
Lloyd Bridges, ator norte-americano
Margaret O'Brien, atriz norte-americana
Martin Luther King, ativista político norte-americano
Molière, dramaturgo francês

16 de Janeiro
Daniela Escobar, atriz brasileira
John Carpenter, cineasta norte-americano
Jô Soares, ator, humorista e apresentador brasileiro
Older Cazarré, ator e dublador brasileiro
Samuel Wainer, jornalista brasileiro

17 de Janeiro
Al Capone, gangster norte-americano
Anne Brontë, escritora britânica
Benjamin Franklin, cientista e jornalista norte-americano
Débora Olivieri, atriz brasileira
James Earl Jones, ator norte-americano
Jim Carrey, ator canadense
Mel Lisboa, atriz brasileira
Muhammad Ali, pugilista norte-americano
Ney Sant'Anna, ator, diretor e roteirista brasileiro
Taumaturgo Ferreira, ator brasileiro

18 de Janeiro
Charles Montesquieu, escritor e filósofo francês
Cary Grant (foto), ator britânico
Danny Kaye, ator norte-americano
Kevin Kostner (foto), ator norte-americano
Oliver Hardy, ator norte-americano

19 de Janeiro
Edgard Allan Poe, escritor e poeta norte-americano
Guy Madison, ator norte-americano
Ítalo Rossi, ator brasileiro
Janis Joplin, cantora norte-americana
Jean Stapleton, atriz norte-americana
Maria Alice Vergueiro, atriz brasileira
Nara Leão, cantora brasileira
Paul Cézanne, pintor francês
Thiago Lacerda, ator brasileiro
Tippi Hedren, atriz norte-americana

20 de Janeiro
David Lynch, cineasta norte-americano
Dom Sebastião 16º rei português
Euclides da Cunha, jornalista e escritor brasileiro
Fábio Villa Verde, ator brasileiro
Federico Fellini, cineasta italiano
George Burns, ator norte-americano
Marcia Cabrita, atriz brasileira

21 de Janeiro
Ana Maria Magalhães, atriz e cineasta brasileira
Benny Hill, comediante, ator e cantor britânico
Cristian Dior, estilista e costureiro francês
Dorinha Duval, atriz brasileira
Geena Davis, atriz norte-americana
Paul Scofield, ator britânico
Placido Domingo, cantor de ópera espanhol
Roberto Landell de Moura, patrono do radioamadorismo brasileiro
Telly Savalas, ator norte-americano

22 de Janeiro
Barbosa Lima Sobrinho, jornalista, advogado e ensaísta brasileiro
Bill Bixby, ator norte-americano
Chica Xavier, atriz brasileira
Diane Lane, atriz norte-americana
Francis Bacon, filósofo inglês
John Hurt, ator britânico
Leonel Brizola, político brasileiro
Maria Leopoldina, imperatriz do Brasil nascida na Áustria
Marília Pêra, atriz brasileira
Piper Laurie, atriz norte-americana
Rogério Ceni, jogador brasileiro de futebol

23 de Janeiro
Caroline de Mônaco, princesa monegasca
Guida Maria, atriz portuguesa
Jeanne Moreau, atriz francesa
João Ubaldo Ribeiro, escritor brasileiro
Randolph Scott (foto), ator norte-americano
Rubens Correa, ator brasileiro
Rutger Hauer, ator holandês
Sergei Eisenstein, cineasta soviético nascido na Letônia
Stendhal, escritor francês
Viriato Correia, escritor brasileiro

24 de Janeiro
Daniel Auteuil, ator francês nascido na Argélia
Ernest Borgnine, ator norte-americano
John Belushi, ator norte-americano
Mário Cardoso, ator brasileiro nascido em Portugal
Michel Serrault, ator francês
Nastassja Kinski (foto), atriz alemã
Neil Diamond, cantor e compositor norte-americano
Sharon Tate, atriz norte-americana

25 de Janeiro
Beth Goulart, atriz e cantora brasileira
Carolina Ferraz, atriz brasileira
Diana Pequeno, compositora e cantora brasileira
Robert Boyle, filósofo natural anglo-irlandês do século XVII
Robert Burns, poeta escocês
Somerset Maugham, escritor britânico nascido na França
Tom Jobim, músico, cantor e compositor brasileiro
Virginia Woolf, escritora britânica

26 de Janeiro
Antonio Calado, jornalista e escritor brasileiro
Chico César, cantor e compositor brasileiro
Paul Newman, ator e diretor norte-americano
Scott Glenn, ator norte-americano

27 de Janeiro
Ary Fontoura, ator brasileiro
Bridget Fonda, atriz norte-americana
Djavan, cantor e compositor brasileiro
Donna Reed, atriz norte-americana
Joanna, cantora brasileira
João Caetano, ator e dramaturgo brasileiro
Lewis Carroll, romancista e matemático britânico
Wolfgang Amadeus Mozart (foto), músico e compositor erudito austríaco

28 de Janeiro
Alan Alda, ator norte-americano
Arthur Rubinstein, músico e pianista polonês
Castro Gonzaga, ator brasileiro
Colette, escritora francesa
Elijah Wood, ator americano
José Martí, poeta, jornalista, político e filósofo cubano
Lourdes Norberto, atriz portuguesa
Lúcio Alves, cantor e compositor brasileiro
Maitê Proença, atriz brasileira
Marcello Antony, ator brasileiro
Mikhail Baryshnikov, bailarino letão
Vergílio Ferreira, escritor português

29 de Janeiro
Heather Graham, atriz norte-americana
John Forsythe, ator norte-americano
Katharine Ross, atriz norte-americana
Oprah Winfrey, apresentadora norte-americana
Romário, jogador brasileiro de futebol
Tássia Camargo, atriz brasileira
Tom Selleck, ator-norte americano
Victor Mature, ator norte-americano
Vitor Norte, ator português

30 de Janeiro
Christian Bale, ator norte-americano
Dorothy Malone, atriz norte-americana
Frank Delano Roosevelt, ex-presidente norte-americano
Gene Hackman, ator norte-americano
Herivelto Martins, compositor brasileiro
Joyce, cantora e compositora brasileira
Maria Luísa Mendonça, atriz brasileira
Phil Collins, músico e cantor britânico
Vanessa Redgrave, atriz britânica

31 de Janeiro
Carol Channing, cantora e atriz norte-americana
Franz Schubert, músico e compositor austríaco
Jean Simmons (foto), atriz britânica
Justin Timberlake, cantor e ator norte-americano
Mario Lanza, tenor e ator norte-americano
Maurício Sherman, diretor e ator de televisão
Suzanne Pleshette, atriz norte-americana

Datas Comemorativas

01 de Janeiro - Dia da Confraternização Universal
01 de Janeiro - Dia Internacional da Paz
01 de Janeiro - Dia Nacional do Município
02 de Janeiro - Dia Nacional do Juiz de Menores
02 de Janeiro - Dia Nacional da Abreugrafia
04 de Janeiro - Dia do Hemofílico
06 de Janeiro - Dia Nacional da Gratidão
06 de Janeiro - Dia Nacional do Mensageiro
06 de Janeiro - Dia de Reis no calendário cristão
07 de Janeiro - Dia Nacional do Leitor
07 de Janeiro - Dia da Liberdade de Cultos
8 de Janeiro - Dia do Fotografo e Dia da Fotografia
09 de Janeiro - Dia do Astronauta
11 de Janeiro - Dia Nacional do Controle da Poluição por Agrotóxicos
12 de Janeiro - Dia Nacional do Empresário de Contabilidade
14 de Janeiro - Dia do Enfermo
15 de Janeiro - Dia Mundial do Compositor
15 de Janeiro - Dia dos Adultos
20 de Janeiro - Dia do Farmacêutico - Brasil
21 de Janeiro - Dia Mundial da Religião
24 de Janeiro - Dia da Previdência Social
24 de Janeiro - Dia da Constituição
24 de Janeiro - Instituição do Casamento Civil no Brasil
24 de Janeiro - Dia Nacional dos Aposentados
25 de Janeiro - Dia do Carteiro
25 de Janeiro - Dia do Aniversário da Cidade de São Paulo
29 de Janeiro - Dia do Jornalista
30 de Janeiro - Dia da Saudade
30 de Janeiro - Dia Nacional das Histórias em Quadrinhos
30 de Janeiro - Dia do Portuário
30 de Janeiro - Dia da Não-Violência
31 de Janeiro - Dia Mundial do Mágico
publicado por virtualia às 16:30
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. OS DIAS DA SEMANA

. O HOMEM NA LUA

. OS MESES DO ANO - DEZEMBR...

. OS MESES DO ANO - NOVEMBR...

. OS MESES DO ANO - OUTUBRO

. OS MESES DO ANO - SETEMBR...

. OS MESES DO ANO - AGOSTO

. OS MESES DO ANO - JULHO

. OS 100 ANOS DA IMIGRAÇÃO ...

. OS MESES DO ANO - JUNHO

.arquivos

. Janeiro 2015

. Maio 2010

. Março 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds